terça-feira, 21 de maio de 2013

Procure quem foram estes matemáticos e suas importancias para o estudo da matemática:

Carl Jacobi (matemático alemão),
 Blaise Pascal (matemático frances),
Albrecht Durer (matemático alemão),
Alfred Rényi (matemático hungaro) e
 Bertrand Russel.

Não esqueçam de colocar os nomes completos, números e turma.

94 comentários:

JackyPrincess disse...

Ai Antônio, ficou show seu blog ....rsrsrs

Anastácia disse...

nome:Anastácia barcellos n:7 t:1002
nome:Marcelo souto n:23 t:1002

Carl Gustav Jakob Jacobi
Foi o segundo filho de um próspero banqueiro. O seu primeiro professor, irmão de sua mãe, deu-lhe aulas de matemática, preparando-o para entrar no Ginásio de Potsdam em 1816. Logo Jacobi evidenciou sua “mente universal” declarada pelo reitor do ginásio quando ele o deixava em 1821 para entrar na Universidade Humboldt de Berlim.
Poderia ter-se tornado um célebre filólogo, caso a matemática não o tivesse atraído mais fortemente. Tendo se apercebido de que o rapaz tinha gênio matemático, o professor Heinrich Bauer deixou que ele estudasse sozinho, depois de se ter ele rebelado, recusando o aprendizado da matemática através de um roteiro e uma regra.
Jacobi buscou os mestres. Os trabalhos de Leonhard Euler e Lagrange ensinaram-lhe álgebra e cálculo e introduziram-no na grande teoria dos números. Seu autodidatismo propiciou seu primeiro trabalho notável - em funções elípticas - sua diretriz definitiva.
Desconhecendo que Niels Henrik Abel tinha atacado as equações gerais do quinto grau, Jacobi buscou uma solução. Embora sua busca tivesse sido infrutífera, com este trabalho aprendeu muito de álgebra, imputando-lhe considerável importância como um degrau para sua educação matemática. Mas, aparentemente, não compreendeu (como o fez Abel) que tais equações não eram solucionáveis algebricamente.
Jacobi tinha uma mente objetiva e nenhuma inveja ou ciúme em sua natureza generosa. Ele referiu-se a obra prima de Niels Abel dizendo “está acima do meu louvor, assim como acima de meus trabalhos”.
Permaneceu estudando em Berlim de abril de 1821 até maio de 1825. Durante os primeiros dois anos ele dividiu seu tempo, eqüitativamente, entre filosofia, filologia e matemática. Chamou a atenção sobre si de P. A. Boeckh, um renomado estudioso dos clássicos. Mas Boeckh não conseguiu convertê-lo para os estudos clássicos.
Tendo decidido dar à matemática o melhor que pudesse, escreveu para seu tio Lehmann, dizendo: “A grandiosidade dos trabalhos de Euler, Lagrange e Laplace elevou o nível de exigência e compreensão de quem busca o domínio destas novas descobertas, caso não queira permanecer perambulando na superfície do conhecimento. Para dominar este colosso não pode haver descanso ou paz até que se alcance o topo e se consiga visualizar o trabalho em toda sua inteireza. Só então, quando se alcançou o espírito, ou a idéia pretendida, é possível trabalhar efetivamente para o seu acabamento em todos os seus detalhes.”

Anastácia disse...


Blaise Pascal

Blaise Pascal era filho de Étienne Pascal, professor de matemática, e de Antoinette Begon. Perdeu a sua mãe com três anos de idade.1 Seu pai tratou da sua educação por ele ser o único filho do sexo masculino, orientando-o com vistas ao desenvolvimento correcto da sua razão e do seu juízo. O recurso aos jogos didácticos era parte integrante desse ensino que incluía disciplinas tão variadas como história, geografia e filosofia.
O talento precoce para as ciências físicas levou a família a Paris, onde ele se consagra ao estudo da matemática. Acompanha o pai quando este é transferido para Rouen e lá realiza as primeiras pesquisas no campo da Física. Suas experiências sobre sons resultaram em um pequeno tratado (1634). No ano seguinte chega à dedução de 32 proposições de geometria estabelecidas por Euclides. Publica Essay pour les coniques (1640), obra na qual está formulado o célebre teorema de Pascal.
Blaise Pascal contribuiu decisivamente para a criação de dois novos ramos da matemática: a Geometria Projetiva e a Teoria das probabilidades. Em Física, estudou a mecânica dos fluidos, e esclareceu os conceitos de pressão e vácuo, ampliando o trabalho de Evangelista Torricelli. É ainda o autor de uma das primeiras calculadoras mecânicas, a Pascaline, e de estudos sobre o método científico.
Como matemático, interessou-se pelo cálculo infinitesimal, pelas sequências, tendo enunciado o princípio da recorrência matemática. Criou um tipo de máquina de calcular que chamou de La pascaline (1642), uma das primeiras calculadoras mecânicas que se conhece, conservada no Museu de Artes e Ofícios de Paris.2 Anders Hald escreveu: "Para aliviar o trabalho do seu pai como agente fiscal, Pascal inventou uma máquina de calcular para adição e subtração assegurando sua construção e venda." Seguindo o programa de Galileu e Torricelli, refutou o conceito de "horror ao vazio". Os seus resultados geraram numerosas controvérsias entre os aristotélicos tradicionais.3

Anastácia disse...

Continuação.Em 1646 a família converte-se ao Jansenismo.
De volta a Paris (1647), influenciado pelas experiências de Torricelli, enunciou os primeiros trabalhos sobre o vácuo e demonstrou as variações da pressão atmosférica. A partir de então, desenvolveu extensivas pesquisas utilizando sifões, seringas, foles e tubos de vários tamanhos e formas e com líquidos como água, mercúrio, óleo, vinho, ar, etc., no vácuo e sob pressão atmosférica.
Em 1651 morre seu pai.
Na sequência de uma experiência mística, em finais 1654, faz a sua "segunda conversão" e abandona as ciências para se dedicar exclusivamente à filosofia e à teologia, num período marcado pelo conflito entre jansenistas e jesuítas. No ano seguinte, recolhe-se à abadia de Port-Royal-des-Champs, centro do jansenismo. Só voltaria às ciências após "novo milagre" (1658). São desse período as suas principais contribuições no campo filosófico-religioso: Les Provinciales (1656-1657), conjunto de 18 cartas escritas em defesa do jansenista Antoine Arnauld - oponente dos jesuítas que estava em julgamento pelos teólogos de Paris - e Pensées fragmentos publicados postumamente (1670), nos quais estão formuladas suas ideias sobre a espiritualidade e a defesa do cristianismo. Entre os Pensées (Pensamentos) encontra-se também a sua frase mais citada: "O coração tem suas razões, que a própria razão desconhece". 4
Blaise Pascal - Retrato por anónimo do Século XVII.
Como teólogo e escritor destacou-se como um dos mestres do racionalismo e irracionalismo modernos, e sua obra influenciou os ingleses Charles e John Wesley, fundadores da Igreja Metodista.
Pascal aperfeiçoou o barômetro de Torricelli e, na matemática, com o Traité du triangle arithmétique ("Tratado do triângulo aritmético", mais conhecido como triângulo de Pascal), de 1654, estabeleceu, juntamente com Pierre de Fermat, as bases da teoria das probabilidades e da análise combinatória, que o holandês Huygens desenvolveria posteriormente (1657). Entre 1658 e 1659, escreveu sobre o ciclóide e a sua utilização no cálculo do volume de sólidos.5
Um dos seus tratados sobre hidrostática, Traité de l'équilibre des liqueurs, só foi publicado um ano após sua morte (1663). Pascal também esclareceu os princípios barométricos, da prensa hidráulica e da transmissibilidade de pressões. Estabeleceu o princípio de Pascal que diz: em um líquido em repouso ou equilíbrio, as variações de pressão transmitem-se igualmente e sem perdas para todos os pontos da massa líquida. É o princípio de funcionamento do macaco hidráulico. Na Mecânica é homenageado com a unidade de tensão mecânica (ou pressão) Pascal (1Pa = 1 N/m²; 105 N/m² = 1 bar).
Pascal, que sempre teve uma saúde frágil, adoeceu gravemente em 1659. Morreu em 19 de agosto de 1662, dois meses após completar 39 anos. Seu corpo foi sepultado na Igreja de Saint-Étienne-du-Mont, Ilha de França, Paris na França.6

Anastácia disse...

Contribuições à Matemática
O triângulo de Pascal. Cada número representa a soma dos dois directamente acima dele. O triângulo demonstra muitas propriedades matemáticas, além de mostrar os coeficientes binomiais.
Pascal continuou a influenciar a matemática ao longo de sua vida. Seu Traité du triangle arithmétique ("Tratado sobre o Triângulo aritmético") de 1653 descreveu uma apresentação tabular conveniente para os coeficientes binomiais, agora chamado triângulo de Pascal. O triângulo também pode ser representado:

0 1 2 3 4 5 6
0 1 1 1 1 1 1 1
1 1 2 3 4 5 6
2 1 3 6 10 15
3 1 4 10 20
4 1 5 15
5 1 6
6 1

Anastácia disse...

Continuação de blaisel pascalEle define os números no triângulo por recursão: Chame o número na (m+1)-ésima linha e na (n+1)-ésima coluna por tmn. Então tmn = tm-1,n + tm,n-1, para m = 0, 1, 2... e n = 0, 1, 2... As condições de contorno são tm, −1 = 0, t−1, n para m = 1, 2, 3... e n = 1, 2, 3... O gerador t00 = 1. Pascal conclui com a prova,
TMN=(m+n)(m+n-1)...(m+1) .
n(n-1)...1

Em 1654, solicitado por um amigo interessado em problemas de jogo, ele correspondeu-se com Pierre de Fermat sobre o assunto, e desta colaboração nasceu a teoria matemática das probabilidades. O amigo era Antoine Gombaud, e o problema específico foi o de dois jogadores que querem terminar um jogo mais cedo e, dadas as atuais circunstâncias do jogo, querem dividir as apostas de forma justa, com base na chance que cada um tem de ganhar o jogo a partir desse ponto.7 A partir desta discussão, a noção de valor esperado foi introduzida. Pascal mais tarde (nos seus Pensées) usou um argumento probabilístico, a Aposta de Pascal para justificar a crença em Deus e uma vida virtuosa. O trabalho realizado por Fermat e Pascal para o cálculo de probabilidades estabeleceu os fundamentos importantes para a formulação de Leibniz do cálculo infinitesimal.8
Depois de uma experiência religiosa em 1654, Pascal praticamente desistiu do trabalho em matemática.
Filosofia da Matemática
A grande contribuição de Pascal para a filosofia da matemática veio com o seu De l'Esprit géométrique ("Do Espírito Geométrico"), originalmente escrito como um prefácio para um livro de geometria para um dos famosos "Petites-Ecoles de Port-Royal" ("Escolinhas de Port-Royal"). O trabalho ficou inédito até mais de um século após sua morte. Aqui, Pascal estudou a questão da descoberta de verdades, argumentando que o ideal de um tal método seria encontrar todas as proposições sobre as verdades já estabelecidas. Ao mesmo tempo, no entanto, ele alegou que isso era impossível porque tais verdades estabelecidas exigiriam outras verdades para apoiá-las — os primeiros princípios, portanto, não podiam ser alcançadas. Com base nisso, Pascal argumentou que o procedimento utilizado em geometria era tão perfeito quanto possível, com alguns princípios assumidos e outras proposições desenvolvidas a partir deles. No entanto, não havia nenhuma maneira de saber se os princípios assumidos eram, de fato, verdade.
Pascal também utilizou o De l'Esprit géométrique para desenvolver uma teoria da definição. Ele distingue entre as definições que são rótulos convencionais definidas pelo escritor e definições que estão dentro da linguagem e compreendidas por todos, pois naturalmente designam seu referente. O segundo tipo seria característica da filosofia do essencialismo. Pascal afirmou que apenas as definições do primeiro tipo são importantes para a ciência e a matemática, argumentando que esses campos devem adotar a filosofia do formalismo, tal como formulado por Descartes.
No De l'Art de persuader ("Sobre a Arte da Persuasão"), Pascal estudou de forma mais profunda o método axiomático da geometria, especificamente a questão de como as pessoas vem a ser convencidas dos axiomas sobre os quais conclusões posteriores se baseiam. Pascal concordou com Montaigne que alcançar a certeza nestes axiomas e as conclusões através de métodos humanos é impossível. Ele afirmou que esses princípios só podem ser apreendidos através da intuição, e que este fato ressaltou a necessidade de submissão a Deus na busca de verdades.

Anastácia disse...

Albrecht Dürer

Albrecht Dürer (em alemão: [albʁɛçt dy ː ʁɐ]; 21 de maio de 1471 - 06 de abril de 1528) [1] foi um pintor alemão, gravador, impressor, matemático e teórico de Nuremberg. Suas xilogravuras de alta qualidade (hoje em dia muitas vezes chamado Meisterstiche ou "mestre imprime") estabeleceu a sua reputação e influência em toda a Europa, quando ele ainda estava na casa dos vinte anos, e ele tem sido convencionalmente considerado o maior artista da Renascença do Norte desde então. Sua vasta obra inclui retábulos e obras religiosas, vários retratos e auto-retratos e gravuras em cobre. As xilogravuras, tais como a série Apocalypse (1498), mantêm um sabor mais gótico do que o resto de sua obra. Suas impressões bem conhecidos incluem o Cavaleiro, a Morte eo Diabo (1513), São Jerônimo, em seu estudo (1514) e Melencolia I (1514), que tem sido objecto de extensa análise e interpretação. Suas aquarelas também marcá-lo como um dos primeiros artistas paisagem europeia, enquanto seus xilogravuras ambicioso revolucionou o potencial desse meio.

A introdução de Dürer de motivos clássicos na arte do Norte, através do seu conhecimento de artistas italianos e humanistas alemães, garantiu sua reputação como uma das figuras mais importantes do Renascimento do Norte. Isto é reforçado por seus tratados teóricos, que envolvem princípios da matemática perspectiva e proporções ideais.

Anastácia disse...

continuação albrecht durer
Dürer nasceu em 21 de maio de 1471, terceiro filho e segundo filho de seus pais, que tinham entre quatorze e dezoito filhos. Seu pai, Albrecht Dürer, o Velho, foi um ourives de sucesso, originalmente chamado Ajtósi, que em 1455 se mudou para Nuremberga a partir de Ajtós, perto de Gyula em Hungria. O nome alemão "Dürer" é derivado do húngaro, "Ajtósi". Inicialmente, era "Türer", doormaker significado, que é "ajtós" em húngaro (de "ajtó", que significa porta). Uma porta é destaque no brasão de armas da família adquiridos. Albrecht Dürer, o filho, mais tarde mudou "Türer", dicção do sobrenome da família de seu pai, a "Dürer", para se adaptar ao Nuremberg dialeto local. Albrecht Dürer, o Velho casou com Barbara Holper, a filha de seu mestre, quando ele próprio se tornou um mestre em 1467.

Padrinho de Dürer foi Anton Koberger, que deixou a ourivesaria para se tornar uma impressora e editora no ano de nascimento de Dürer e rapidamente se tornou a editora de maior sucesso na Alemanha, eventualmente, possuir vinte e quatro prensas de impressão e ter muitos escritórios na Alemanha e no exterior. Mais famosa publicação de Koberger foi a Crônica de Nuremberg, publicado em 1493 em edições alemão e latim. Ele continha um sem precedentes 1.809 ilustrações de xilogravura (embora com muitos usos repetidos do mesmo bloco) pela oficina Wolgemut. Dürer pode muito bem ter trabalhado em alguns deles, como o trabalho no projeto começou quando ele estava com Wolgemut.

Anastácia disse...

continuação albrecht durer
Porque Dürer escritos autobiográficos esquerda e se tornou muito famoso por seus vinte e poucos anos, a sua vida é bem documentado por várias fontes. Depois de alguns anos de escola, Dürer começou a aprender o básico de ourivesaria e desenho de seu pai. Embora seu pai queria que ele continue seu treinamento como um ourives, ele mostrou um talento precoce no desenho que ele começou como aprendiz de Michael Wolgemut com a idade de quinze anos em 1486. Um auto-retrato, um desenho em ponta de prata, é datado de 1484 (Albertina, Viena) "quando eu era criança", como diz sua inscrição mais tarde. Wolgemut foi o artista principal em Nuremberg, no momento, com uma grande oficina produzindo uma variedade de obras de arte, em xilogravuras especial para livros. Nuremberg era então uma cidade importante e próspero, um centro de edição e muitos comércios de luxo. Ele tinha fortes ligações com a Itália, especialmente Veneza, uma distância relativamente curta através dos Alpes.

Wanderjahre e casamento (1490-1494)

Depois de completar seu mandato de aprendizagem, Dürer seguiu o costume alemão comum de tomar Wanderjahre-in gap efeito de anos em que o aprendiz aprendeu habilidades de artistas de outras áreas; Dürer era passar cerca de quatro anos de distância. Ele deixou em 1490, possivelmente para trabalhar sob Martin Schongauer, o gravador de liderança da Europa do Norte, mas que morreu pouco antes da chegada de Dürer em Colmar em 1492. Não está claro onde Dürer viajou no período de intervenção, embora seja provável que ele foi para Frankfurt e na Holanda. Em Colmar, Dürer foi bem recebido pelos irmãos de Schongauer, Caspar os ourives e Paul Ludwig eo pintor. Em 1493 Dürer foi para Estrasburgo, onde ele teria experimentado a escultura de Nikolaus Gerhaert. Primeiro auto-retrato pintado de Dürer (hoje no Louvre) foi pintado nesta altura, provavelmente para serem enviados de volta para sua noiva em Nuremberg.

No início de 1492 Dürer viajou para Basel para ficar com outro irmão de Martin Schongauer, o Georg ourives. Logo após seu retorno a Nuremberg, em 7 de Julho de 1494, com a idade de 23 anos, era casado com Dürer Agnes Frey após um arranjo feito durante sua ausência. Agnes era filha de um trabalhador de bronze de destaque (e harpista amador) na cidade. No entanto, nenhuma criança resultou do casamento.

Anastácia disse...

Alfréd Rényi

Rényi nasceu em Budapeste para Artur Rényi e Barbara Alexander, seu pai era um engenheiro mecânico, enquanto sua mãe era filha de um filósofo e crítico literário, Bernát Alexander. Ele foi impedido de se matricular na universidade, em 1939, devido às leis anti-judaicas então em vigor, mas se matriculou na Universidade de Budapeste em 1940 e terminou seus estudos em 1944. Neste ponto, ele foi convocado para o serviço forçado, escapou, e completou seu doutorado em 1947 na Universidade de Szeged, sob a orientação de Frigyes Riesz. Casou-se com Katalin Schulhof (que usou Kató Rényi como o nome de casada), ela própria um matemático, em 1946, a sua filha Zsuzsanna nasceu em 1948. Depois de uma breve assistente de professor na Budapest, foi nomeado professor extraordinário na Universidade de Debrecen, em 1949. Em 1950, ele fundou o Instituto de Pesquisa de Matemática da Academia Húngara de Ciências, agora leva seu nome, e dirigiu até sua morte precoce. Ele também chefiou o Departamento de Probabilidade e Estatística Matemática da Universidade Eötvös Loránd, a partir de 1952. Ele foi eleito membro correspondente (1949), membro de pleno direito (1956), da Academia Húngara de Ciências

Anastácia disse...

continuação alfréd rényi
Trabalho

Provou, usando o grande peneira, que há um número de tal forma que cada número par é a soma de um número primo e um número que pode ser escrita como o produto de na maioria dos primos. Veja também conjectura de Goldbach.

Em teoria da informação, ele introduziu o espectro de Renyi entropias de ordem α, dando uma generalização importante da entropia de Shannon ea divergência Kullback-Leibler. As entropias Renyi dar um espectro de índices de diversidade úteis, e conduzir a um espectro de dimensões fractais. O jogo Rényi-Ulam é um jogo de adivinhação, onde algumas das respostas pode estar incorrecto.

Em teoria da probabilidade, ele também é conhecido por suas constantes estacionamento, que é a solução para o seguinte problema: dada uma rua de determinado comprimento e carros de estacionamento comprimento constante em uma posição livre aleatória na rua, o que é a densidade de carros quando há posições não mais livres? A solução para esse problema é aproximadamente igual a 74,75979% .

Ele escreveu 32 trabalhos conjuntos com Paul Erdös, a maioria dos bem conhecidos que são os seus papéis, introduzindo o modelo de Erdös-Rényi de grafos aleatórios .

Anastácia disse...

continuação de alfred renyi
Citações

Rényi, que era viciado em café, inventou , a citação: "Um matemático é um dispositivo para transformar o café em teoremas.", Que é geralmente atribuída a Erdös. Tem sido sugerido que esta frase foi originalmente formulada em alemão (Teoria Número, Springer, 1995), onde pode ser interpretado como um jogo de palavras com o duplo sentido da palavra Satz (teorema ou resíduo de café), mas é mais provável que o formulação original era em húngaro.

Ele também é famoso por ter dito: "Se eu me sinto triste, eu faço matemática para se tornar feliz. Se eu estou feliz, eu faço matemática para manter feliz".

Anastácia disse...

Bertrand Russell

Bertrand Arthur William Russell, 3 º Conde Russell, OM, FRS (18 de maio de 1872 - 2 de fevereiro 1970) foi um filósofo britânico, lógico, matemático, historiador e crítico social Em vários momentos de sua vida ele considerou. se um liberal, um socialista e um pacifista, mas também admitiu que ele nunca tinha sido qualquer um desses em qualquer sentido profundo. ele nasceu em Monmouth, em uma das famílias aristocráticas mais proeminentes na Grã-Bretanha.

Russell levou a "revolta contra o idealismo" British no início do século 20. Ele é considerado um dos fundadores da filosofia analítica, juntamente com seu predecessor Gottlob Frege e Ludwig Wittgenstein seu protegido. Ele é amplamente considerado um dos lógicos premier do século 20. Ele é co-autor, com AN Whitehead, Principia Mathematica, uma tentativa de matemática terra em lógica. Seu ensaio filosófico "On Denotando" tem sido considerado um "paradigma da filosofia" . Seu trabalho teve uma influência considerável sobre lógica, matemática, teoria dos conjuntos, a lingüística, ciência da computação (veja tipo de teoria e tipo de sistema) e filosofia , especialmente filosofia da linguagem, epistemologia e metafísica.

Anastácia disse...

continuação bertrand russell
Russell era um ativista anti-guerra proeminente, ele defendeu anti-imperialismo e foi para a prisão por seu pacifismo durante a Primeira Guerra Mundial Mais tarde, ele fez campanha contra Adolf Hitler, em seguida, criticou o totalitarismo stalinista, atacou o envolvimento dos Estados Unidos da América na Guerra do Vietnã, e era um defensor ferrenho do desarmamento nuclear. em 1950, Russell foi agraciado com o Prêmio Nobel de Literatura "em reconhecimento dos seus variados e significativos escritos nos quais ele defende ideais humanitários e liberdade de pensamento

Anastácia disse...

Início da vida e fundo

Jovem Bertrand Russell
Bertrand Russell nasceu em 18 de maio de 1872 em Ravenscroft, Trellech, Monmouthshire, Reino Unido, em uma família influente e liberal da aristocracia britânica. Seus pais, visconde e viscondessa Amberley, foram radicais para seus tempos. Senhor Amberley era ateu e consentiu em caso de sua esposa com o tutor de seus filhos, o biólogo Douglas Spalding. Ambos foram os primeiros defensores do controle de natalidade numa época em que isso era considerado escandaloso. ateísmo de Amberley era evidente quando ele perguntou o filósofo John Stuart Mill para atuar como padrinho secular de Russell. Moinho morreu no ano após o nascimento de Russell, mas seus escritos tiveram um grande efeito sobre a vida de Russell.

Seu avô paterno, o Earl Russell, tinha sido duas vezes perguntou pela Rainha Victoria para formar um governo, servindo-a como primeiro-ministro em 1840 e 1860. Os Russell tinha sido proeminente na Inglaterra durante vários séculos antes, que chegou ao poder e da nobreza, com a ascensão da dinastia Tudor. Eles se estabeleceram como uma das famílias Whig líderes da Grã-Bretanha, e participou de todo grande evento político da Dissolução dos Mosteiros em 1536-1540 para a Revolução Gloriosa de 1688-1689 ea Grande Reform Act em 1832.

Lady Amberley era filha de Lord e Lady Stanley de Alderley. Russell muitas vezes temia o ridículo de sua avó materna , um dos ativistas para a educação das mulheres.

Anastácia disse...

Infância e adolescência

Russell tinha dois irmãos: Frank (quase sete anos mais velho do que Bertrand) e Rachel (quatro anos mais velho). Em junho 1874 a mãe de Russell morreu de difteria, logo seguido pela morte de Rachel. Em janeiro de 1876, seu pai morreu de bronquite após um longo período de depressão. Frank e Bertrand foram colocadas sob os cuidados de seus avós paternos firmemente vitorianos, que viviam em Pembroke Lodge em Richmond Park. Seu avô, o ex-primeiro-ministro John Russell, morreu em 1878, e foi lembrado por Russell como um homem bondoso velho em uma cadeira de rodas. Sua avó, a condessa Russell (née Lady Frances Elliot), foi a figura dominante da família para o resto da infância e da juventude de Russell.

A condessa era de uma família presbiteriana escocesa, e pediram sucesso no Tribunal de Chancery para anular uma disposição em Amberley a vontade de exigir que os filhos sejam criados como agnósticos. Apesar de seu conservadorismo religioso, ela tinha visões progressistas em outras áreas (aceitar o darwinismo e apoiar Home Rule irlandês), e sua influência sobre as perspectivas de Bertrand Russell na justiça social e levantando-se do princípio permaneceu com ele durante toda a sua vida verso favorito da Bíblia, ' Tu não seguir a multidão para fazer o mal "(Êxodo 23:02), tornou-se seu lema. A atmosfera no Pembroke Lodge foi um dos oração frequente, a repressão emocional e formalidade; Frank reagiu a isso com uma rebelião aberta, mas o jovem Bertrand aprendeu a esconder seus sentimentos.

Anastácia disse...

Adolescência de Russell era muito solitário, e muitas vezes ele pensou em suicídio. Ele comentou em sua autobiografia que seus interesses eram mais agudos na religião e matemática, e que só o desejo de saber mais matemática impediu de suicídio. Ele foi educado em casa por uma série de tutores. Aos 11 anos, seu irmão Frank apresentou-o à obra de Euclides, que transformou a vida de Russell.

Durante esses anos de formação, ele também descobriu as obras de Percy Bysshe Shelley. Em sua autobiografia, ele escreve: "Eu gastei todo meu tempo livre lendo ele, e aprender a ele de coração, sem conhecer ninguém a quem eu pudesse falar do que eu pensava ou sentia, eu usei para refletir como seria maravilhoso ter sido a saber Shelley, e me pergunto se eu deveria atender a qualquer ser com quem eu deveria sentir tanta simpatia humano vivo ". Russell afirmou que a partir de 15 anos de idade, ele passou um tempo considerável pensando sobre a validade do dogma religioso cristão, que ele encontrou muito convincente. Nessa idade, ele chegou à conclusão de que não há livre-arbítrio e, dois anos mais tarde, que não há vida após a morte. Finalmente, com a idade de 18 anos, depois de ler "Autobiografia" de Mill, ele abandonou a "Causa Primeira" argumento e se tornou ateu.

Anastácia disse...

Adolescência de Russell era muito solitário, e muitas vezes ele pensou em suicídio. Ele comentou em sua autobiografia que seus interesses eram mais agudos na religião e matemática, e que só o desejo de saber mais matemática impediu de suicídio. Ele foi educado em casa por uma série de tutores. Aos 11 anos, seu irmão Frank apresentou-o à obra de Euclides, que transformou a vida de Russell.

Durante esses anos de formação, ele também descobriu as obras de Percy Bysshe Shelley. Em sua autobiografia, ele escreve: "Eu gastei todo meu tempo livre lendo ele, e aprender a ele de coração, sem conhecer ninguém a quem eu pudesse falar do que eu pensava ou sentia, eu usei para refletir como seria maravilhoso ter sido a saber Shelley, e me pergunto se eu deveria atender a qualquer ser com quem eu deveria sentir tanta simpatia humano vivo ". Russell afirmou que a partir de 15 anos de idade, ele passou um tempo considerável pensando sobre a validade do dogma religioso cristão, que ele encontrou muito convincente. Nessa idade, ele chegou à conclusão de que não há livre-arbítrio e, dois anos mais tarde, que não há vida após a morte. Finalmente, com a idade de 18 anos, depois de ler "Autobiografia" de Mill, ele abandonou a "Causa Primeira" argumento e se tornou ateu.

Anastácia disse...

professor esse trabalho foi feito por mim e pelo marcelo souto n:23 e omeu é n:7

Maycon Menezes disse...

Carl Gustav Jakob Jacobi
Foi o segundo filho de um próspero banqueiro. O seu primeiro professor, irmão de sua mãe, deu-lhe aulas de matemática, preparando-o para entrar no Ginásio de Potsdam em 1816. Logo Jacobi evidenciou sua “mente universal” declarada pelo reitor do ginásio quando ele o deixava em 1821 para entrar na Universidade Humboldt de Berlim.
Poderia ter-se tornado um célebre filólogo, caso a matemática não o tivesse atraído mais fortemente. Tendo se apercebido de que o rapaz tinha gênio matemático, o professor Heinrich Bauer deixou que ele estudasse sozinho, depois de se ter ele rebelado, recusando o aprendizado da matemática através de um roteiro e uma regra.
Jacobi buscou os mestres. Os trabalhos de Leonhard Euler e Lagrange ensinaram-lhe álgebra e cálculo e introduziram-no na grande teoria dos números. Seu autodidatismo propiciou seu primeiro trabalho notável - em funções elípticas - sua diretriz definitiva.
Desconhecendo que Niels Henrik Abel tinha atacado as equações gerais do quinto grau, Jacobi buscou uma solução. Embora sua busca tivesse sido infrutífera, com este trabalho aprendeu muito de álgebra, imputando-lhe considerável importância como um degrau para sua educação matemática. Mas, aparentemente, não compreendeu (como o fez Abel) que tais equações não eram solucionáveis algebricamente.
Jacobi tinha uma mente objetiva e nenhuma inveja ou ciúme em sua natureza generosa. Ele referiu-se a obra prima de Niels Abel dizendo “está acima do meu louvor, assim como acima de meus trabalhos”.
Permaneceu estudando em Berlim de abril de 1821 até maio de 1825. Durante os primeiros dois anos ele dividiu seu tempo, eqüitativamente, entre filosofia, filologia e matemática. Chamou a atenção sobre si de P. A. Boeckh, um renomado estudioso dos clássicos. Mas Boeckh não conseguiu convertê-lo para os estudos clássicos.
Tendo decidido dar à matemática o melhor que pudesse, escreveu para seu tio Lehmann, dizendo: “A grandiosidade dos trabalhos de Euler, Lagrange e Laplace elevou o nível de exigência e compreensão de quem busca o domínio destas novas descobertas, caso não queira permanecer perambulando na superfície do conhecimento. Para dominar este colosso não pode haver descanso ou paz até que se alcance o topo e se consiga visualizar o trabalho em toda sua inteireza. Só então, quando se alcançou o espírito, ou a idéia pretendida, é possível trabalhar efetivamente para o seu acabamento em todos os seus detalhes.”

Maycon Menezes disse...

Blaise Pascal

Blaise Pascal era filho de Étienne Pascal, professor de matemática, e de Antoinette Begon. Perdeu a sua mãe com três anos de idade.1 Seu pai tratou da sua educação por ele ser o único filho do sexo masculino, orientando-o com vistas ao desenvolvimento correcto da sua razão e do seu juízo. O recurso aos jogos didácticos era parte integrante desse ensino que incluía disciplinas tão variadas como história, geografia e filosofia.
O talento precoce para as ciências físicas levou a família a Paris, onde ele se consagra ao estudo da matemática. Acompanha o pai quando este é transferido para Rouen e lá realiza as primeiras pesquisas no campo da Física. Suas experiências sobre sons resultaram em um pequeno tratado (1634). No ano seguinte chega à dedução de 32 proposições de geometria estabelecidas por Euclides. Publica Essay pour les coniques (1640), obra na qual está formulado o célebre teorema de Pascal.
Blaise Pascal contribuiu decisivamente para a criação de dois novos ramos da matemática: a Geometria Projetiva e a Teoria das probabilidades. Em Física, estudou a mecânica dos fluidos, e esclareceu os conceitos de pressão e vácuo, ampliando o trabalho de Evangelista Torricelli. É ainda o autor de uma das primeiras calculadoras mecânicas, a Pascaline, e de estudos sobre o método científico.
Como matemático, interessou-se pelo cálculo infinitesimal, pelas sequências, tendo enunciado o princípio da recorrência matemática. Criou um tipo de máquina de calcular que chamou de La pascaline (1642), uma das primeiras calculadoras mecânicas que se conhece, conservada no Museu de Artes e Ofícios de Paris.2 Anders Hald escreveu: "Para aliviar o trabalho do seu pai como agente fiscal, Pascal inventou uma máquina de calcular para adição e subtração assegurando sua construção e venda." Seguindo o programa de Galileu e Torricelli, refutou o conceito de "horror ao vazio". Os seus resultados geraram numerosas controvérsias entre os aristotélicos tradicionais.

Maycon Menezes disse...

Em 1646 a família converte-se ao Jansenismo.
De volta a Paris (1647), influenciado pelas experiências de Torricelli, enunciou os primeiros trabalhos sobre o vácuo e demonstrou as variações da pressão atmosférica. A partir de então, desenvolveu extensivas pesquisas utilizando sifões, seringas, foles e tubos de vários tamanhos e formas e com líquidos como água, mercúrio, óleo, vinho, ar, etc., no vácuo e sob pressão atmosférica.
Em 1651 morre seu pai.
Na sequência de uma experiência mística, em finais 1654, faz a sua "segunda conversão" e abandona as ciências para se dedicar exclusivamente à filosofia e à teologia, num período marcado pelo conflito entre jansenistas e jesuítas. No ano seguinte, recolhe-se à abadia de Port-Royal-des-Champs, centro do jansenismo. Só voltaria às ciências após "novo milagre" (1658). São desse período as suas principais contribuições no campo filosófico-religioso: Les Provinciales (1656-1657), conjunto de 18 cartas escritas em defesa do jansenista Antoine Arnauld - oponente dos jesuítas que estava em julgamento pelos teólogos de Paris - e Pensées fragmentos publicados postumamente (1670), nos quais estão formuladas suas ideias sobre a espiritualidade e a defesa do cristianismo. Entre os Pensées (Pensamentos) encontra-se também a sua frase mais citada: "O coração tem suas razões, que a própria razão desconhece". 4
Blaise Pascal - Retrato por anónimo do Século XVII.
Como teólogo e escritor destacou-se como um dos mestres do racionalismo e irracionalismo modernos, e sua obra influenciou os ingleses Charles e John Wesley, fundadores da Igreja Metodista.
Pascal aperfeiçoou o barômetro de Torricelli e, na matemática, com o Traité du triangle arithmétique ("Tratado do triângulo aritmético", mais conhecido como triângulo de Pascal), de 1654, estabeleceu, juntamente com Pierre de Fermat, as bases da teoria das probabilidades e da análise combinatória, que o holandês Huygens desenvolveria posteriormente (1657). Entre 1658 e 1659, escreveu sobre o ciclóide e a sua utilização no cálculo do volume de sólidos.5
Um dos seus tratados sobre hidrostática, Traité de l'équilibre des liqueurs, só foi publicado um ano após sua morte (1663). Pascal também esclareceu os princípios barométricos, da prensa hidráulica e da transmissibilidade de pressões. Estabeleceu o princípio de Pascal que diz: em um líquido em repouso ou equilíbrio, as variações de pressão transmitem-se igualmente e sem perdas para todos os pontos da massa líquida. É o princípio de funcionamento do macaco hidráulico. Na Mecânica é homenageado com a unidade de tensão mecânica (ou pressão) Pascal (1Pa = 1 N/m²; 105 N/m² = 1 bar).
Pascal, que sempre teve uma saúde frágil, adoeceu gravemente em 1659. Morreu em 19 de agosto de 1662, dois meses após completar 39 anos. Seu corpo foi sepultado na Igreja de Saint-Étienne-du-Mont, Ilha de França, Paris na França.

Maycon Menezes disse...

à Matemática
O triângulo de Pascal. Cada número representa a soma dos dois directamente acima dele. O triângulo demonstra muitas propriedades matemáticas, além de mostrar os coeficientes binomiais.
Pascal continuou a influenciar a matemática ao longo de sua vida. Seu Traité du triangle arithmétique ("Tratado sobre o Triângulo aritmético") de 1653 descreveu uma apresentação tabular conveniente para os coeficientes binomiais, agora chamado triângulo de Pascal. O triângulo também pode ser representado:

0 1 2 3 4 5 6
0 1 1 1 1 1 1 1
1 1 2 3 4 5 6
2 1 3 6 10 15
3 1 4 10 20
4 1 5 15
5 1 6
6 1
Ele define os números no triângulo por recursão: Chame o número na (m+1)-ésima linha e na (n+1)-ésima coluna por tmn. Então tmn = tm-1,n + tm,n-1, para m = 0, 1, 2... e n = 0, 1, 2... As condições de contorno são tm, −1 = 0, t−1, n para m = 1, 2, 3... e n = 1, 2, 3... O gerador t00 = 1. Pascal conclui com a prova,
TMN=(m+n)(m+n-1)...(m+1) .
n(n-1)...1

Em 1654, solicitado por um amigo interessado em problemas de jogo, ele correspondeu-se com Pierre de Fermat sobre o assunto, e desta colaboração nasceu a teoria matemática das probabilidades. O amigo era Antoine Gombaud, e o problema específico foi o de dois jogadores que querem terminar um jogo mais cedo e, dadas as atuais circunstâncias do jogo, querem dividir as apostas de forma justa, com base na chance que cada um tem de ganhar o jogo a partir desse ponto.7 A partir desta discussão, a noção de valor esperado foi introduzida. Pascal mais tarde (nos seus Pensées) usou um argumento probabilístico, a Aposta de Pascal para justificar a crença em Deus e uma vida virtuosa. O trabalho realizado por Fermat e Pascal para o cálculo de probabilidades estabeleceu os fundamentos importantes para a formulação de Leibniz do cálculo infinitesimal.8
Depois de uma experiência religiosa em 1654, Pascal praticamente desistiu do trabalho em matemática.
Filosofia da Matemática

Maycon Menezes disse...

A grande contribuição de Pascal para a filosofia da matemática veio com o seu De l'Esprit géométrique ("Do Espírito Geométrico"), originalmente escrito como um prefácio para um livro de geometria para um dos famosos "Petites-Ecoles de Port-Royal" ("Escolinhas de Port-Royal"). O trabalho ficou inédito até mais de um século após sua morte. Aqui, Pascal estudou a questão da descoberta de verdades, argumentando que o ideal de um tal método seria encontrar todas as proposições sobre as verdades já estabelecidas. Ao mesmo tempo, no entanto, ele alegou que isso era impossível porque tais verdades estabelecidas exigiriam outras verdades para apoiá-las — os primeiros princípios, portanto, não podiam ser alcançadas. Com base nisso, Pascal argumentou que o procedimento utilizado em geometria era tão perfeito quanto possível, com alguns princípios assumidos e outras proposições desenvolvidas a partir deles. No entanto, não havia nenhuma maneira de saber se os princípios assumidos eram, de fato, verdade.
Pascal também utilizou o De l'Esprit géométrique para desenvolver uma teoria da definição. Ele distingue entre as definições que são rótulos convencionais definidas pelo escritor e definições que estão dentro da linguagem e compreendidas por todos, pois naturalmente designam seu referente. O segundo tipo seria característica da filosofia do essencialismo. Pascal afirmou que apenas as definições do primeiro tipo são importantes para a ciência e a matemática, argumentando que esses campos devem adotar a filosofia do formalismo, tal como formulado por Descartes.
No De l'Art de persuader ("Sobre a Arte da Persuasão"), Pascal estudou de forma mais profunda o método axiomático da geometria, especificamente a questão de como as pessoas vem a ser convencidas dos axiomas sobre os quais conclusões posteriores se baseiam. Pascal concordou com Montaigne que alcançar a certeza nestes axiomas e as conclusões através de métodos humanos é impossível. Ele afirmou que esses princípios só podem ser apreendidos através da intuição, e que este fato ressaltou a necessidade de submissão a Deus na busca de verdades.

Maycon Menezes disse...

Albrecht Dürer

Albrecht Dürer (em alemão: [albʁɛçt dy ː ʁɐ]; 21 de maio de 1471 - 06 de abril de 1528) [1] foi um pintor alemão, gravador, impressor, matemático e teórico de Nuremberg. Suas xilogravuras de alta qualidade (hoje em dia muitas vezes chamado Meisterstiche ou "mestre imprime") estabeleceu a sua reputação e influência em toda a Europa, quando ele ainda estava na casa dos vinte anos, e ele tem sido convencionalmente considerado o maior artista da Renascença do Norte desde então. Sua vasta obra inclui retábulos e obras religiosas, vários retratos e auto-retratos e gravuras em cobre. As xilogravuras, tais como a série Apocalypse (1498), mantêm um sabor mais gótico do que o resto de sua obra. Suas impressões bem conhecidos incluem o Cavaleiro, a Morte eo Diabo (1513), São Jerônimo, em seu estudo (1514) e Melencolia I (1514), que tem sido objecto de extensa análise e interpretação. Suas aquarelas também marcá-lo como um dos primeiros artistas paisagem europeia, enquanto seus xilogravuras ambicioso revolucionou o potencial desse meio.

A introdução de Dürer de motivos clássicos na arte do Norte, através do seu conhecimento de artistas italianos e humanistas alemães, garantiu sua reputação como uma das figuras mais importantes do Renascimento do Norte. Isto é reforçado por seus tratados teóricos, que envolvem princípios da matemática perspectiva e proporções ideais.
Dürer nasceu em 21 de maio de 1471, terceiro filho e segundo filho de seus pais, que tinham entre quatorze e dezoito filhos. Seu pai, Albrecht Dürer, o Velho, foi um ourives de sucesso, originalmente chamado Ajtósi, que em 1455 se mudou para Nuremberga a partir de Ajtós, perto de Gyula em Hungria. O nome alemão "Dürer" é derivado do húngaro, "Ajtósi". Inicialmente, era "Türer", doormaker significado, que é "ajtós" em húngaro (de "ajtó", que significa porta). Uma porta é destaque no brasão de armas da família adquiridos. Albrecht Dürer, o filho, mais tarde mudou "Türer", dicção do sobrenome da família de seu pai, a "Dürer", para se adaptar ao Nuremberg dialeto local. Albrecht Dürer, o Velho casou com Barbara Holper, a filha de seu mestre, quando ele próprio se tornou um mestre em 1467.

Padrinho de Dürer foi Anton Koberger, que deixou a ourivesaria para se tornar uma impressora e editora no ano de nascimento de Dürer e rapidamente se tornou a editora de maior sucesso na Alemanha, eventualmente, possuir vinte e quatro prensas de impressão e ter muitos escritórios na Alemanha e no exterior. Mais famosa publicação de Koberger foi a Crônica de Nuremberg, publicado em 1493 em edições alemão e latim. Ele continha um sem precedentes 1.809 ilustrações de xilogravura (embora com muitos usos repetidos do mesmo bloco) pela oficina Wolgemut. Dürer pode muito bem ter trabalhado em alguns deles, como o trabalho no projeto começou quando ele estava com Wolgemut.

Maycon Menezes disse...

Porque Dürer escritos autobiográficos esquerda e se tornou muito famoso por seus vinte e poucos anos, a sua vida é bem documentado por várias fontes. Depois de alguns anos de escola, Dürer começou a aprender o básico de ourivesaria e desenho de seu pai. Embora seu pai queria que ele continue seu treinamento como um ourives, ele mostrou um talento precoce no desenho que ele começou como aprendiz de Michael Wolgemut com a idade de quinze anos em 1486. Um auto-retrato, um desenho em ponta de prata, é datado de 1484 (Albertina, Viena) "quando eu era criança", como diz sua inscrição mais tarde. Wolgemut foi o artista principal em Nuremberg, no momento, com uma grande oficina produzindo uma variedade de obras de arte, em xilogravuras especial para livros. Nuremberg era então uma cidade importante e próspero, um centro de edição e muitos comércios de luxo. Ele tinha fortes ligações com a Itália, especialmente Veneza, uma distância relativamente curta através dos Alpes.

Wanderjahre e casamento (1490-1494)

Depois de completar seu mandato de aprendizagem, Dürer seguiu o costume alemão comum de tomar Wanderjahre-in gap efeito de anos em que o aprendiz aprendeu habilidades de artistas de outras áreas; Dürer era passar cerca de quatro anos de distância. Ele deixou em 1490, possivelmente para trabalhar sob Martin Schongauer, o gravador de liderança da Europa do Norte, mas que morreu pouco antes da chegada de Dürer em Colmar em 1492. Não está claro onde Dürer viajou no período de intervenção, embora seja provável que ele foi para Frankfurt e na Holanda. Em Colmar, Dürer foi bem recebido pelos irmãos de Schongauer, Caspar os ourives e Paul Ludwig eo pintor. Em 1493 Dürer foi para Estrasburgo, onde ele teria experimentado a escultura de Nikolaus Gerhaert. Primeiro auto-retrato pintado de Dürer (hoje no Louvre) foi pintado nesta altura, provavelmente para serem enviados de volta para sua noiva em Nuremberg.

No início de 1492 Dürer viajou para Basel para ficar com outro irmão de Martin Schongauer, o Georg ourives. Logo após seu retorno a Nuremberg, em 7 de Julho de 1494, com a idade de 23 anos, era casado com Dürer Agnes Frey após um arranjo feito durante sua ausência. Agnes era filha de um trabalhador de bronze de destaque (e harpista amador) na cidade. No entanto, nenhuma criança resultou do casamento

Alfréd Rényi

Rényi nasceu em Budapeste para Artur Rényi e Barbara Alexander, seu pai era um engenheiro mecânico, enquanto sua mãe era filha de um filósofo e crítico literário, Bernát Alexander. Ele foi impedido de se matricular na universidade, em 1939, devido às leis anti-judaicas então em vigor, mas se matriculou na Universidade de Budapeste em 1940 e terminou seus estudos em 1944. Neste ponto, ele foi convocado para o serviço forçado, escapou, e completou seu doutorado em 1947 na Universidade de Szeged, sob a orientação de Frigyes Riesz. Casou-se com Katalin Schulhof (que usou Kató Rényi como o nome de casada), ela própria um matemático, em 1946, a sua filha Zsuzsanna nasceu em 1948. Depois de uma breve assistente de professor na Budapest, foi nomeado professor extraordinário na Universidade de Debrecen, em 1949. Em 1950, ele fundou o Instituto de Pesquisa de Matemática da Academia Húngara de Ciências, agora leva seu nome, e dirigiu até sua morte precoce. Ele também chefiou o Departamento de Probabilidade e Estatística Matemática da Universidade Eötvös Loránd, a partir de 1952. Ele foi eleito membro correspondente (1949), membro de pleno direito (1956), da Academia Húngara de Ciências

Maycon Menezes disse...

Provou, usando o grande peneira, que há um número de tal forma que cada número par é a soma de um número primo e um número que pode ser escrita como o produto de na maioria dos primos. Veja também conjectura de Goldbach.

Em teoria da informação, ele introduziu o espectro de Renyi entropias de ordem α, dando uma generalização importante da entropia de Shannon ea divergência Kullback-Leibler. As entropias Renyi dar um espectro de índices de diversidade úteis, e conduzir a um espectro de dimensões fractais. O jogo Rényi-Ulam é um jogo de adivinhação, onde algumas das respostas pode estar incorrecto.

Em teoria da probabilidade, ele também é conhecido por suas constantes estacionamento, que é a solução para o seguinte problema: dada uma rua de determinado comprimento e carros de estacionamento comprimento constante em uma posição livre aleatória na rua, o que é a densidade de carros quando há posições não mais livres? A solução para esse problema é aproximadamente igual a 74,75979% .

Ele escreveu 32 trabalhos conjuntos com Paul Erdös, a maioria dos bem conhecidos que são os seus papéis, introduzindo o modelo de Erdös-Rényi de grafos aleatórios Rényi, que era viciado em café, inventou , a citação: "Um matemático é um dispositivo para transformar o café em teoremas.", Que é geralmente atribuída a Erdös. Tem sido sugerido que esta frase foi originalmente formulada em alemão (Teoria Número, Springer, 1995), onde pode ser interpretado como um jogo de palavras com o duplo sentido da palavra Satz (teorema ou resíduo de café), mas é mais provável que o formulação original era em húngaro.

Ele também é famoso por ter dito: "Se eu me sinto triste, eu faço matemática para se tornar feliz. Se eu estou feliz, eu faço matemática para manter feliz".

Maycon Menezes disse...

Bertrand Russell

Bertrand Arthur William Russell, 3 º Conde Russell, OM, FRS (18 de maio de 1872 - 2 de fevereiro 1970) foi um filósofo britânico, lógico, matemático, historiador e crítico social Em vários momentos de sua vida ele considerou. se um liberal, um socialista e um pacifista, mas também admitiu que ele nunca tinha sido qualquer um desses em qualquer sentido profundo. ele nasceu em Monmouth, em uma das famílias aristocráticas mais proeminentes na Grã-Bretanha.

Russell levou a "revolta contra o idealismo" British no início do século 20. Ele é considerado um dos fundadores da filosofia analítica, juntamente com seu predecessor Gottlob Frege e Ludwig Wittgenstein seu protegido. Ele é amplamente considerado um dos lógicos premier do século 20. Ele é co-autor, com AN Whitehead, Principia Mathematica, uma tentativa de matemática terra em lógica. Seu ensaio filosófico "On Denotando" tem sido considerado um "paradigma da filosofia" . Seu trabalho teve uma influência considerável sobre lógica, matemática, teoria dos conjuntos, a lingüística, ciência da computação (veja tipo de teoria e tipo de sistema) e filosofia , especialmente filosofia da linguagem, epistemologia e metafísica
Russell era um ativista anti-guerra proeminente, ele defendeu anti-imperialismo e foi para a prisão por seu pacifismo durante a Primeira Guerra Mundial Mais tarde, ele fez campanha contra Adolf Hitler, em seguida, criticou o totalitarismo stalinista, atacou o envolvimento dos Estados Unidos da América na Guerra do Vietnã, e era um defensor ferrenho do desarmamento nuclear. em 1950, Russell foi agraciado com o Prêmio Nobel de Literatura "em reconhecimento dos seus variados e significativos escritos nos quais ele defende ideais humanitários e liberdade de pensamento Jovem Bertrand Russell
Bertrand Russell nasceu em 18 de maio de 1872 em Ravenscroft, Trellech, Monmouthshire, Reino Unido, em uma família influente e liberal da aristocracia britânica. Seus pais, visconde e viscondessa Amberley, foram radicais para seus tempos. Senhor Amberley era ateu e consentiu em caso de sua esposa com o tutor de seus filhos, o biólogo Douglas Spalding. Ambos foram os primeiros defensores do controle de natalidade numa época em que isso era considerado escandaloso. ateísmo de Amberley era evidente quando ele perguntou o filósofo John Stuart Mill para atuar como padrinho secular de Russell. Moinho morreu no ano após o nascimento de Russell, mas seus escritos tiveram um grande efeito sobre a vida de Russell.Seu avô paterno, o Earl Russell, tinha sido duas vezes perguntou pela Rainha Victoria para formar um governo, servindo-a como primeiro-ministro em 1840 e 1860. Os Russell tinha sido proeminente na Inglaterra durante vários séculos antes, que chegou ao poder e da nobreza, com a ascensão da dinastia Tudor. Eles se estabeleceram como uma das famílias Whig líderes da Grã-Bretanha, e participou de todo grande evento político da Dissolução dos Mosteiros em 1536-1540 para a Revolução Gloriosa de 1688-1689 ea Grande Reform Act em 1832.

Lady Amberley era filha de Lord e Lady Stanley de Alderley. Russell muitas vezes temia o ridículo de sua avó materna , um dos ativistas para a educação das mulheres.

Maycon Menezes disse...

Russell tinha dois irmãos: Frank (quase sete anos mais velho do que Bertrand) e Rachel (quatro anos mais velho). Em junho 1874 a mãe de Russell morreu de difteria, logo seguido pela morte de Rachel. Em janeiro de 1876, seu pai morreu de bronquite após um longo período de depressão. Frank e Bertrand foram colocadas sob os cuidados de seus avós paternos firmemente vitorianos, que viviam em Pembroke Lodge em Richmond Park. Seu avô, o ex-primeiro-ministro John Russell, morreu em 1878, e foi lembrado por Russell como um homem bondoso velho em uma cadeira de rodas. Sua avó, a condessa Russell (née Lady Frances Elliot), foi a figura dominante da família para o resto da infância e da juventude de Russell.

A condessa era de uma família presbiteriana escocesa, e pediram sucesso no Tribunal de Chancery para anular uma disposição em Amberley a vontade de exigir que os filhos sejam criados como agnósticos. Apesar de seu conservadorismo religioso, ela tinha visões progressistas em outras áreas (aceitar o darwinismo e apoiar Home Rule irlandês), e sua influência sobre as perspectivas de Bertrand Russell na justiça social e levantando-se do princípio permaneceu com ele durante toda a sua vida verso favorito da Bíblia, ' Tu não seguir a multidão para fazer o mal "(Êxodo 23:02), tornou-se seu lema. A atmosfera no Pembroke Lodge foi um dos oração frequente, a repressão emocional e formalidade; Frank reagiu a isso com uma rebelião aberta, mas o jovem Bertrand aprendeu a esconder seus sentimentos.Adolescência de Russell era muito solitário, e muitas vezes ele pensou em suicídio. Ele comentou em sua autobiografia que seus interesses eram mais agudos na religião e matemática, e que só o desejo de saber mais matemática impediu de suicídio. Ele foi educado em casa por uma série de tutores. Aos 11 anos, seu irmão Frank apresentou-o à obra de Euclides, que transformou a vida de Russell.

Durante esses anos de formação, ele também descobriu as obras de Percy Bysshe Shelley. Em sua autobiografia, ele escreve: "Eu gastei todo meu tempo livre lendo ele, e aprender a ele de coração, sem conhecer ninguém a quem eu pudesse falar do que eu pensava ou sentia, eu usei para refletir como seria maravilhoso ter sido a saber Shelley, e me pergunto se eu deveria atender a qualquer ser com quem eu deveria sentir tanta simpatia humano vivo ". Russell afirmou que a partir de 15 anos de idade, ele passou um tempo considerável pensando sobre a validade do dogma religioso cristão, que ele encontrou muito convincente. Nessa idade, ele chegou à conclusão de que não há livre-arbítrio e, dois anos mais tarde, que não há vida após a morte. Finalmente, com a idade de 18 anos, depois de ler "Autobiografia" de Mill, ele abandonou a "Causa Primeira" argumento e se tornou ateu.

Jhonatan Marcelo Turma:1001 N°15

Maycon Henrique Turma:1001 N°22

Bruno Felipe Turma:1001 N°06

Marcos Fabricios Turma:1001 N°21

Brendaluz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Brendaluz disse...

Nome:Brenda luz dos santos Turma 1002 N° 08


Carl Gustav Jakob Jacobi
Foi o segundo filho de um próspero banqueiro. O seu primeiro professor, irmão de sua mãe, deu-lhe aulas de matemática, preparando-o para entrar no Ginásio de Potsdam em 1816. Logo Jacobi evidenciou sua “mente universal” declarada pelo reitor do ginásio quando ele o deixava em 1821 para entrar na Universidade Humboldt de Berlim.
Poderia ter-se tornado um célebre filólogo, caso a matemática não o tivesse atraído mais fortemente. Tendo se apercebido de que o rapaz tinha gênio matemático, o professor Heinrich Bauer deixou que ele estudasse sozinho, depois de se ter ele rebelado, recusando o aprendizado da matemática através de um roteiro e uma regra.
Jacobi buscou os mestres. Os trabalhos de Leonhard Euler e Lagrange ensinaram-lhe álgebra e cálculo e introduziram-no na grande teoria dos números. Seu autodidatismo propiciou seu primeiro trabalho notável - em funções elípticas - sua diretriz definitiva.
Desconhecendo que Niels Henrik Abel tinha atacado as equações gerais do quinto grau, Jacobi buscou uma solução. Embora sua busca tivesse sido infrutífera, com este trabalho aprendeu muito de álgebra, imputando-lhe considerável importância como um degrau para sua educação matemática. Mas, aparentemente, não compreendeu (como o fez Abel) que tais equações não eram solucionáveis algebricamente.
Jacobi tinha uma mente objetiva e nenhuma inveja ou ciúme em sua natureza generosa. Ele referiu-se a obra prima de Niels Abel dizendo “está acima do meu louvor, assim como acima de meus trabalhos”.
Permaneceu estudando em Berlim de abril de 1821 até maio de 1825. Durante os primeiros dois anos ele dividiu seu tempo, eqüitativamente, entre filosofia, filologia e matemática. Chamou a atenção sobre si de P. A. Boeckh, um renomado estudioso dos clássicos. Mas Boeckh não conseguiu convertê-lo para os estudos clássicos.
Tendo decidido dar à matemática o melhor que pudesse, escreveu para seu tio Lehmann, dizendo: “A grandiosidade dos trabalhos de Euler, Lagrange e Laplace elevou o nível de exigência e compreensão de quem busca o domínio destas novas descobertas, caso não queira permanecer perambulando na superfície do conhecimento. Para dominar este colosso não pode haver descanso ou paz até que se alcance o topo e se consiga visualizar o trabalho em toda sua inteireza. Só então, quando se alcançou o espírito, ou a idéia pretendida, é possível trabalhar efetivamente para o seu acabamento em todos os seus detalhes.”

Brendaluz disse...

Blaise Pascal

Blaise Pascal era filho de Étienne Pascal, professor de matemática, e de Antoinette Begon. Perdeu a sua mãe com três anos de idade.1 Seu pai tratou da sua educação por ele ser o único filho do sexo masculino, orientando-o com vistas ao desenvolvimento correcto da sua razão e do seu juízo. O recurso aos jogos didácticos era parte integrante desse ensino que incluía disciplinas tão variadas como história, geografia e filosofia.
O talento precoce para as ciências físicas levou a família a Paris, onde ele se consagra ao estudo da matemática. Acompanha o pai quando este é transferido para Rouen e lá realiza as primeiras pesquisas no campo da Física. Suas experiências sobre sons resultaram em um pequeno tratado (1634). No ano seguinte chega à dedução de 32 proposições de geometria estabelecidas por Euclides. Publica Essay pour les coniques (1640), obra na qual está formulado o célebre teorema de Pascal.
Blaise Pascal contribuiu decisivamente para a criação de dois novos ramos da matemática: a Geometria Projetiva e a Teoria das probabilidades. Em Física, estudou a mecânica dos fluidos, e esclareceu os conceitos de pressão e vácuo, ampliando o trabalho de Evangelista Torricelli. É ainda o autor de uma das primeiras calculadoras mecânicas, a Pascaline, e de estudos sobre o método científico.
Como matemático, interessou-se pelo cálculo infinitesimal, pelas sequências, tendo enunciado o princípio da recorrência matemática. Criou um tipo de máquina de calcular que chamou de La pascaline (1642), uma das primeiras calculadoras mecânicas que se conhece, conservada no Museu de Artes e Ofícios de Paris.2 Anders Hald escreveu: "Para aliviar o trabalho do seu pai como agente fiscal, Pascal inventou uma máquina de calcular para adição e subtração assegurando sua construção e venda." Seguindo o programa de Galileu e Torricelli, refutou o conceito de "horror ao vazio". Os seus resultados geraram numerosas controvérsias entre os aristotélicos tradicionais.

Brendaluz disse...

Em 1646 a família converte-se ao Jansenismo.
De volta a Paris (1647), influenciado pelas experiências de Torricelli, enunciou os primeiros trabalhos sobre o vácuo e demonstrou as variações da pressão atmosférica. A partir de então, desenvolveu extensivas pesquisas utilizando sifões, seringas, foles e tubos de vários tamanhos e formas e com líquidos como água, mercúrio, óleo, vinho, ar, etc., no vácuo e sob pressão atmosférica.
Em 1651 morre seu pai.
Na sequência de uma experiência mística, em finais 1654, faz a sua "segunda conversão" e abandona as ciências para se dedicar exclusivamente à filosofia e à teologia, num período marcado pelo conflito entre jansenistas e jesuítas. No ano seguinte, recolhe-se à abadia de Port-Royal-des-Champs, centro do jansenismo. Só voltaria às ciências após "novo milagre" (1658). São desse período as suas principais contribuições no campo filosófico-religioso: Les Provinciales (1656-1657), conjunto de 18 cartas escritas em defesa do jansenista Antoine Arnauld - oponente dos jesuítas que estava em julgamento pelos teólogos de Paris - e Pensées fragmentos publicados postumamente (1670), nos quais estão formuladas suas ideias sobre a espiritualidade e a defesa do cristianismo. Entre os Pensées (Pensamentos) encontra-se também a sua frase mais citada: "O coração tem suas razões, que a própria razão desconhece". 4
Blaise Pascal - Retrato por anónimo do Século XVII.
Como teólogo e escritor destacou-se como um dos mestres do racionalismo e irracionalismo modernos, e sua obra influenciou os ingleses Charles e John Wesley, fundadores da Igreja Metodista.
Pascal aperfeiçoou o barômetro de Torricelli e, na matemática, com o Traité du triangle arithmétique ("Tratado do triângulo aritmético", mais conhecido como triângulo de Pascal), de 1654, estabeleceu, juntamente com Pierre de Fermat, as bases da teoria das probabilidades e da análise combinatória, que o holandês Huygens desenvolveria posteriormente (1657). Entre 1658 e 1659, escreveu sobre o ciclóide e a sua utilização no cálculo do volume de sólidos.5
Um dos seus tratados sobre hidrostática, Traité de l'équilibre des liqueurs, só foi publicado um ano após sua morte (1663). Pascal também esclareceu os princípios barométricos, da prensa hidráulica e da transmissibilidade de pressões. Estabeleceu o princípio de Pascal que diz: em um líquido em repouso ou equilíbrio, as variações de pressão transmitem-se igualmente e sem perdas para todos os pontos da massa líquida. É o princípio de funcionamento do macaco hidráulico. Na Mecânica é homenageado com a unidade de tensão mecânica (ou pressão) Pascal (1Pa = 1 N/m²; 105 N/m² = 1 bar).
Pascal, que sempre teve uma saúde frágil, adoeceu gravemente em 1659. Morreu em 19 de agosto de 1662, dois meses após completar 39 anos. Seu corpo foi sepultado na Igreja de Saint-Étienne-du-Mont, Ilha de França, Paris na França

Brendaluz disse...

Contribuições à Matemática
O triângulo de Pascal. Cada número representa a soma dos dois directamente acima dele. O triângulo demonstra muitas propriedades matemáticas, além de mostrar os coeficientes binomiais.
Pascal continuou a influenciar a matemática ao longo de sua vida. Seu Traité du triangle arithmétique ("Tratado sobre o Triângulo aritmético") de 1653 descreveu uma apresentação tabular conveniente para os coeficientes binomiais, agora chamado triângulo de Pascal. O triângulo também pode ser representado:

0 1 2 3 4 5 6
0 1 1 1 1 1 1 1
1 1 2 3 4 5 6
2 1 3 6 10 15
3 1 4 10 20
4 1 5 15
5 1 6
6 1 de blaisel pascalEle define os números no triângulo por recursão: Chame o número na (m+1)-ésima linha e na (n+1)-ésima coluna por tmn. Então tmn = tm-1,n + tm,n-1, para m = 0, 1, 2... e n = 0, 1, 2... As condições de contorno são tm, −1 = 0, t−1, n para m = 1, 2, 3... e n = 1, 2, 3... O gerador t00 = 1. Pascal conclui com a prova,
TMN=(m+n)(m+n-1)...(m+1) .
n(n-1)...1

Em 1654, solicitado por um amigo interessado em problemas de jogo, ele correspondeu-se com Pierre de Fermat sobre o assunto, e desta colaboração nasceu a teoria matemática das probabilidades. O amigo era Antoine Gombaud, e o problema específico foi o de dois jogadores que querem terminar um jogo mais cedo e, dadas as atuais circunstâncias do jogo, querem dividir as apostas de forma justa, com base na chance que cada um tem de ganhar o jogo a partir desse ponto.7 A partir desta discussão, a noção de valor esperado foi introduzida. Pascal mais tarde (nos seus Pensées) usou um argumento probabilístico, a Aposta de Pascal para justificar a crença em Deus e uma vida virtuosa. O trabalho realizado por Fermat e Pascal para o cálculo de probabilidades estabeleceu os fundamentos importantes para a formulação de Leibniz do cálculo infinitesimal.8
Depois de uma experiência religiosa em 1654, Pascal praticamente desistiu do trabalho em matemática.
Filosofia da Matemática

Brendaluz disse...

A grande contribuição de Pascal para a filosofia da matemática veio com o seu De l'Esprit géométrique ("Do Espírito Geométrico"), originalmente escrito como um prefácio para um livro de geometria para um dos famosos "Petites-Ecoles de Port-Royal" ("Escolinhas de Port-Royal"). O trabalho ficou inédito até mais de um século após sua morte. Aqui, Pascal estudou a questão da descoberta de verdades, argumentando que o ideal de um tal método seria encontrar todas as proposições sobre as verdades já estabelecidas. Ao mesmo tempo, no entanto, ele alegou que isso era impossível porque tais verdades estabelecidas exigiriam outras verdades para apoiá-las — os primeiros princípios, portanto, não podiam ser alcançadas. Com base nisso, Pascal argumentou que o procedimento utilizado em geometria era tão perfeito quanto possível, com alguns princípios assumidos e outras proposições desenvolvidas a partir deles. No entanto, não havia nenhuma maneira de saber se os princípios assumidos eram, de fato, verdade.
Pascal também utilizou o De l'Esprit géométrique para desenvolver uma teoria da definição. Ele distingue entre as definições que são rótulos convencionais definidas pelo escritor e definições que estão dentro da linguagem e compreendidas por todos, pois naturalmente designam seu referente. O segundo tipo seria característica da filosofia do essencialismo. Pascal afirmou que apenas as definições do primeiro tipo são importantes para a ciência e a matemática, argumentando que esses campos devem adotar a filosofia do formalismo, tal como formulado por Descartes.
No De l'Art de persuader ("Sobre a Arte da Persuasão"), Pascal estudou de forma mais profunda o método axiomático da geometria, especificamente a questão de como as pessoas vem a ser convencidas dos axiomas sobre os quais conclusões posteriores se baseiam. Pascal concordou com Montaigne que alcançar a certeza nestes axiomas e as conclusões através de métodos humanos é impossível. Ele afirmou que esses princípios só podem ser apreendidos através da intuição, e que este fato ressaltou a necessidade de submissão a Deus na busca de verdades.

Brendaluz disse...

Alfréd Rényi

Rényi nasceu em Budapeste para Artur Rényi e Barbara Alexander, seu pai era um engenheiro mecânico, enquanto sua mãe era filha de um filósofo e crítico literário, Bernát Alexander. Ele foi impedido de se matricular na universidade, em 1939, devido às leis anti-judaicas então em vigor, mas se matriculou na Universidade de Budapeste em 1940 e terminou seus estudos em 1944. Neste ponto, ele foi convocado para o serviço forçado, escapou, e completou seu doutorado em 1947 na Universidade de Szeged, sob a orientação de Frigyes Riesz. Casou-se com Katalin Schulhof (que usou Kató Rényi como o nome de casada), ela própria um matemático, em 1946, a sua filha Zsuzsanna nasceu em 1948. Depois de uma breve assistente de professor na Budapest, foi nomeado professor extraordinário na Universidade de Debrecen, em 1949. Em 1950, ele fundou o Instituto de Pesquisa de Matemática da Academia Húngara de Ciências, agora leva seu nome, e dirigiu até sua morte precoce. Ele também chefiou o Departamento de Probabilidade e Estatística Matemática da Universidade Eötvös Loránd, a partir de 1952. Ele foi eleito membro correspondente (1949), membro de pleno direito (1956), da Academia Húngara de Ciências Provou, usando o grande peneira, que há um número de tal forma que cada número par é a soma de um número primo e um número que pode ser escrita como o produto de na maioria dos primos. Veja também conjectura de Goldbach.

Em teoria da informação, ele introduziu o espectro de Renyi entropias de ordem α, dando uma generalização importante da entropia de Shannon ea divergência Kullback-Leibler. As entropias Renyi dar um espectro de índices de diversidade úteis, e conduzir a um espectro de dimensões fractais. O jogo Rényi-Ulam é um jogo de adivinhação, onde algumas das respostas pode estar incorrecto.

Em teoria da probabilidade, ele também é conhecido por suas constantes estacionamento, que é a solução para o seguinte problema: dada uma rua de determinado comprimento e carros de estacionamento comprimento constante em uma posição livre aleatória na rua, o que é a densidade de carros quando há posições não mais livres? A solução para esse problema é aproximadamente igual a 74,75979% .
Ele escreveu 32 trabalhos conjuntos com Paul Erdös, a maioria dos bem conhecidos que são os seus papéis, introduzindo o modelo de Erdös-Rényi de grafos aleatórios .Rényi, que era viciado em café, inventou , a citação: "Um matemático é um dispositivo para transformar o café em teoremas.", Que é geralmente atribuída a Erdös. Tem sido sugerido que esta frase foi originalmente formulada em alemão (Teoria Número, Springer, 1995), onde pode ser interpretado como um jogo de palavras com o duplo sentido da palavra Satz (teorema ou resíduo de café), mas é mais provável que o formulação original era em húngaro.

Ele também é famoso por ter dito: "Se eu me sinto triste, eu faço matemática para se tornar feliz. Se eu estou feliz, eu faço matemática para manter feliz".

Brendaluz disse...

Albrecht Durer



Matemático, físico, botânico, zoólogo, desenhista e pintor profissional alemão nascido na cidade imperial livre de Nürnberg, ou Nuremberg, introdutor da arte da representação gráfica em três dimensões, ou seja, em perspectiva, e considerado a figura principal da arte alemã do século XVI. Segundo filho do ourives Albrecht Dürer o velho, que tinha deixado a Hungria para se instalar Nürnberg (1455) e de Barbara Holper que teve nascido lá, aprendeu desenho com o pai e, precoce, aos 13 anos já pintou com qualidades um auto-retrato (1484), além da pintura de uma Madona. Foi educado em Lateinschule, em St Lorenz, e começou a trabalhar como desenhista de jóias para seu pai.

Seu pai o levou (1486) para o ateliê de Michel Wohlgemuth, produtor especial de retábulos de altar, a fim de aprender pintura e gravura em madeira. É desse ano seu primeiro quadro conhecido: um retrato de seu pai. Depois de um aprendizado de quatro anos, o aluno tinha alcançado um nível de qualidade artística superior ao do professor famoso e seu mestre o aconselhou que viajasse aumentar sua experiência e conhecer outros artistas. Visitou os Países Baixos e depois a Alsácia (1490) e morou por algum tempo em Basiléia, na Suíça, onde fez a primeira xilogravura famosa, a São Jerônimo curando o leão, e pintou o famoso Auto-retrato com flor de cardo. De volta a Nuremberg, casou-se (1494) e viajou para Veneza, a fim de estudar a arte renascentista italiana. Na Itália, onde havia estilos artísticos muito diferentes, ficou tempo suficiente para desenvolver o próprio estilo e resolveu voltar para a Alemanha para contatar técnicas de outros artistas alemães.

Na volta passou por Nördlingen, Ulm, Colmar e Strasbourg, entre outras cidades, antes de voltar para sua Nürnberg (1520). Pintou retratos de importantes personalidades alemãs, como o de Frederico o Sábio, conservado no Museu do Prado, em Madri. Viajou novamente a Veneza (1505) onde pintou alguns de seus melhores quadros religiosos, como Jesus entre os doutores, Festa do rosário, Adão e Eva, um dos primeiros nus da pintura alemã. Esteve a serviço (1512-1519) do imperador Maximiliano I, de quem fez retratos e desenhos e fez sua última viagem (1520), desta vez aos Países Baixos, onde conheceu o novo imperador Carlos V e estudou as principais obras da pintura flamenga. De volta a terra natal, viveu os anos de sua vida entre o trabalho artístico e o teórico.

Pintou outros retratos e sua obra mais conhecida, Os quatro apóstolos, escreveu também dois livros sobre geometria e arquitetura e iniciou a redação de um tratado sobre pintura, do qual só completou a parte referente à anatomia humana, publicado postumamente sob o título Vier Bücher von menschlicher Proportion. Com a saúde abalada, ele dedicou os anos restantes de sua vida principalmente a escritas teóricas e científicas e ilustrações, embora vários retratos de caráter famosos e algumas gravuras de retrato importantes e xilogravura também datam deste período, e morreu na mesma Nürnberg onde nascera.

Em sua vasta obra consta a introdução da arte da representação gráfica em três dimensões, ou seja, em perspectiva. Foram notáveis A adoração dos magos (1496), as 15 gravuras em madeira de O Apocalipse (1498), a série de dezenas de gravuras A grande Paixão e A pequena Paixão (1498-1511), e outra série de trabalhos com gravuras: O cavaleiro, a morte e o diabo, São Jerônimo em sua cela e Melancolia (1513-1514). Além de um grande artista foi também um excelente matemático. Sua principal obra científica foi Unterweisung der Messung mit dem Zirkel und Richtscheit (1525), o primeiro texto matemático a aparecer em alemão.

Brendaluz disse...

Bertrand Russell

Bertrand Arthur William Russell, 3 º Conde Russell, OM, FRS (18 de maio de 1872 - 2 de fevereiro 1970) foi um filósofo britânico, lógico, matemático, historiador e crítico social Em vários momentos de sua vida ele considerou. se um liberal, um socialista e um pacifista, mas também admitiu que ele nunca tinha sido qualquer um desses em qualquer sentido profundo. ele nasceu em Monmouth, em uma das famílias aristocráticas mais proeminentes na Grã-Bretanha.

Russell levou a "revolta contra o idealismo" British no início do século 20. Ele é considerado um dos fundadores da filosofia analítica, juntamente com seu predecessor Gottlob Frege e Ludwig Wittgenstein seu protegido. Ele é amplamente considerado um dos lógicos premier do século 20. Ele é co-autor, com AN Whitehead, Principia Mathematica, uma tentativa de matemática terra em lógica. Seu ensaio filosófico "On Denotando" tem sido considerado um "paradigma da filosofia" . Seu trabalho teve uma influência considerável sobre lógica, matemática, teoria dos conjuntos, a lingüística, ciência da computação (veja tipo de teoria e tipo de sistema) e filosofia , especialmente filosofia da linguagem, epistemologia e metafísica
Russell era um ativista anti-guerra proeminente, ele defendeu anti-imperialismo e foi para a prisão por seu pacifismo durante a Primeira Guerra Mundial Mais tarde, ele fez campanha contra Adolf Hitler, em seguida, criticou o totalitarismo stalinista, atacou o envolvimento dos Estados Unidos da América na Guerra do Vietnã, e era um defensor ferrenho do desarmamento nuclear. em 1950, Russell foi agraciado com o Prêmio Nobel de Literatura "em reconhecimento dos seus variados e significativos escritos nos quais ele defende ideais humanitários e liberdade de pensamento Jovem Bertrand Russell
Bertrand Russell nasceu em 18 de maio de 1872 em Ravenscroft, Trellech, Monmouthshire, Reino Unido, em uma família influente e liberal da aristocracia britânica. Seus pais, visconde e viscondessa Amberley, foram radicais para seus tempos. Senhor Amberley era ateu e consentiu em caso de sua esposa com o tutor de seus filhos, o biólogo Douglas Spalding. Ambos foram os primeiros defensores do controle de natalidade numa época em que isso era considerado escandaloso. ateísmo de Amberley era evidente quando ele perguntou o filósofo John Stuart Mill para atuar como padrinho secular de Russell. Moinho morreu no ano após o nascimento de Russell, mas seus escritos tiveram um grande efeito sobre a vida de Russell.Seu avô paterno, o Earl Russell, tinha sido duas vezes perguntou pela Rainha Victoria para formar um governo, servindo-a como primeiro-ministro em 1840 e 1860. Os Russell tinha sido proeminente na Inglaterra durante vários séculos antes, que chegou ao poder e da nobreza, com a ascensão da dinastia Tudor. Eles se estabeleceram como uma das famílias Whig líderes da Grã-Bretanha, e participou de todo grande evento político da Dissolução dos Mosteiros em 1536-1540 para a Revolução Gloriosa de 1688-1689 ea Grande Reform Act em 1832.

Lady Amberley era filha de Lord e Lady Stanley de Alderley. Russell muitas vezes temia o ridículo de sua avó materna , um dos ativistas para a educação das mulheres.

Brendaluz disse...

Russell tinha dois irmãos: Frank (quase sete anos mais velho do que Bertrand) e Rachel (quatro anos mais velho). Em junho 1874 a mãe de Russell morreu de difteria, logo seguido pela morte de Rachel. Em janeiro de 1876, seu pai morreu de bronquite após um longo período de depressão. Frank e Bertrand foram colocadas sob os cuidados de seus avós paternos firmemente vitorianos, que viviam em Pembroke Lodge em Richmond Park. Seu avô, o ex-primeiro-ministro John Russell, morreu em 1878, e foi lembrado por Russell como um homem bondoso velho em uma cadeira de rodas. Sua avó, a condessa Russell (née Lady Frances Elliot), foi a figura dominante da família para o resto da infância e da juventude de Russell.

A condessa era de uma família presbiteriana escocesa, e pediram sucesso no Tribunal de Chancery para anular uma disposição em Amberley a vontade de exigir que os filhos sejam criados como agnósticos. Apesar de seu conservadorismo religioso, ela tinha visões progressistas em outras áreas (aceitar o darwinismo e apoiar Home Rule irlandês), e sua influência sobre as perspectivas de Bertrand Russell na justiça social e levantando-se do princípio permaneceu com ele durante toda a sua vida verso favorito da Bíblia, ' Tu não seguir a multidão para fazer o mal "(Êxodo 23:02), tornou-se seu lema. A atmosfera no Pembroke Lodge foi um dos oração frequente, a repressão emocional e formalidade; Frank reagiu a isso com uma rebelião aberta, mas o jovem Bertrand aprendeu a esconder seus sentimentos.Adolescência de Russell era muito solitário, e muitas vezes ele pensou em suicídio. Ele comentou em sua autobiografia que seus interesses eram mais agudos na religião e matemática, e que só o desejo de saber mais matemática impediu de suicídio. Ele foi educado em casa por uma série de tutores. Aos 11 anos, seu irmão Frank apresentou-o à obra de Euclides, que transformou a vida de Russell.

Durante esses anos de formação, ele também descobriu as obras de Percy Bysshe Shelley. Em sua autobiografia, ele escreve: "Eu gastei todo meu tempo livre lendo ele, e aprender a ele de coração, sem conhecer ninguém a quem eu pudesse falar do que eu pensava ou sentia, eu usei para refletir como seria maravilhoso ter sido a saber Shelley, e me pergunto se eu deveria atender a qualquer ser com quem eu deveria sentir tanta simpatia humano vivo ". Russell afirmou que a partir de 15 anos de idade, ele passou um tempo considerável pensando sobre a validade do dogma religioso cristão, que ele encontrou muito convincente. Nessa idade, ele chegou à conclusão de que não há livre-arbítrio e, dois anos mais tarde, que não há vida após a morte. Finalmente, com a idade de 18 anos, depois de ler "Autobiografia" de Mill, ele abandonou a "Causa Primeira" argumento e se tornou ateu.

Dimilcinho Duvilar disse...

Alunos: Ronan Dionisio nº 29
Edmilson nolasco nº 9
Victor Vinicius nº 33
Rodrigo da Silva nº 28
Turma: 1.001

Carl Gustav Jakob Jacobi (Potsdam, 10 de dezembro de 1804 — Berlim, 18 de fevereiro de 1851) foi um matemático alemão.
Foi o segundo filho de um próspero banqueiro. O seu primeiro professor, irmão de sua mãe, deu-lhe aulas de matemática, preparando-o para entrar no Ginásio de Potsdam em 1816. Logo Jacobi evidenciou sua “mente universal” declarada pelo reitor do ginásio quando ele o deixava em 1821 para entrar na Universidade Humboldt de Berlim.
Poderia ter-se tornado um célebre filólogo, caso a matemática não o tivesse atraído mais fortemente. Tendo se apercebido de que o rapaz tinha gênio matemático, o professor Heinrich Bauer deixou que ele estudasse sozinho, depois de se ter ele rebelado, recusando o aprendizado da matemática através de um roteiro e uma regra.
Jacobi buscou os mestres. Os trabalhos de Leonhard Euler e Lagrange ensinaram-lhe álgebra e cálculo e introduziram-no na grande teoria dos números. Seu autodidatismo propiciou seu primeiro trabalho notável - em funções elípticas - sua diretriz definitiva.
Desconhecendo que Niels Henrik Abel tinha atacado as equações gerais do quinto grau, Jacobi buscou uma solução. Embora sua busca tivesse sido infrutífera, com este trabalho aprendeu muito de álgebra, imputando-lhe considerável importância como um degrau para sua educação matemática. Mas, aparentemente, não compreendeu (como o fez Abel) que tais equações não eram solucionáveis algebricamente.
Jacobi tinha uma mente objetiva e nenhuma inveja ou ciúme em sua natureza generosa. Ele referiu-se a obra prima de Niels Abel dizendo “está acima do meu louvor, assim como acima de meus trabalhos”

Dimilcinho Duvilar disse...

Alunos: Ronan Dionisio nº 29
Edmilson nolasco nº 9
Victor Vinicius nº 33
Rodrigo da Silva nº 28
Turma: 1.001

Blaise Pascal (Clermont-Ferrand, 19 de Junho de 1623 — Paris, 19 de Agosto de 1662) foi um físico, matemático, filósofo moralista e teólogo francês.
Blaise Pascal era filho de Étienne Pascal, professor de matemática, e de Antoinette Begon. Perdeu a sua mãe com três anos de idade. Seu pai tratou da sua educação por ele ser o único filho do sexo masculino, orientando-o com vistas ao desenvolvimento correcto da sua razão e do seu juízo. O recurso aos jogos didácticos era parte integrante desse ensino que incluía disciplinas tão variadas como história, geografia e filosofia.
O talento precoce para as ciências físicas levou a família a Paris, onde ele se consagra ao estudo da matemática. Acompanha o pai quando este é transferido para Rouen e lá realiza as primeiras pesquisas no campo da Física. Suas experiências sobre sons resultaram em um pequeno tratado (1634). No ano seguinte chega à dedução de 32 proposições de geometria estabelecidas por Euclides. Publica Essay pour les coniques (1640), obra na qual está formulado o célebre teorema de Pascal.
Blaise Pascal contribuiu decisivamente para a criação de dois novos ramos da matemática: a Geometria Projetiva e a Teoria das probabilidades. Em Física, estudou a mecânica dos fluidos, e esclareceu os conceitos de pressão e vácuo, ampliando o trabalho de Evangelista Torricelli. É ainda o autor de uma das primeiras calculadoras mecânicas, a Pascaline, e de estudos sobre o método científico.
Como matemático, interessou-se pelo cálculo infinitesimal, pelas sequências, tendo enunciado o princípio da recorrência matemática. Criou um tipo de máquina de calcular que chamou de La pascaline (1642), uma das primeiras calculadoras mecânicas que se conhece, conservada no Museu de Artes e Ofícios de Paris. Anders Hald escreveu: "Para aliviar o trabalho do seu pai como agente fiscal, Pascal inventou uma máquina de calcular para adição e subtração assegurando sua construção e venda." Seguindo o programa de Galileu e Torricelli, refutou o conceito de "horror ao vazio". Os seus resultados geraram numerosas controvérsias entre os aristotélicos tradicionais.

Dimilcinho Duvilar disse...

Alunos: Ronan Dionisio nº 29
Edmilson nolasco nº 9
Victor Vinicius nº 33
Rodrigo da Silva nº 28
Turma: 1.001

Albrecht Dürer (Nuremberga, 21 de maio de 1471 — Nuremberga, 6 de abril de 1528) foi um gravador, pintor, ilustrador, matemático e teórico de arte alemão e, provavelmente, o mais famoso artista do Renascimento nórdico, tendo influenciado artistas do século XVI no seu país e nos Países Baixos. A sua maestria como pintor foi o resultado de um trabalho árduo e, no campo das artes gráficas, não tinha rival. As suas xilogravuras, consideradas revolucionárias são ainda marcadas pelo estilo gótico3 . É considerado como o primeiro grande mestre da técnica da aguarela, principalmente no que diz respeito à representação de paisagens . Os seus interesses, no espírito humanista do Renascimento, abrangiam ainda outros campos, como a geografia, a arquitectura, a geometria e a fortificação .
Conseguiu chamar a atenção do imperador Maximiliano I para o seu trabalho, tendo sido por ele nomeado pintor da corte em 1512. Viveu, provavelmente, duas vezes na Itália em adulto. Em 1520, depois da morte do imperador, partiu para os Países Baixos, visitou muitas das cidades do norte e conheceu pintores e homens de letras, como Erasmo de Roterdão. Nos seus últimos anos, em Nuremberga, partindo de estudos de teoria da Arte italianos de autores que o antecederam, ocupou-se principalmente com a elaboração de tratados sobre a medida e proporções humanas, perspetiva e geometria como elementos estruturantes da obra de arte.
Chegou até nós uma quantidade apreciável de documentos pessoais e autobiográficos, como cartas, textos e desenhos acompanhados de anotações minuciosas que permitem uma boa compreensão da sua obra. Esta documentação é ainda enriquecida por diversas fontes que derivam da fama conquistada por Dürer numa idade relativamente jovem

Dimilcinho Duvilar disse...

Alunos: Ronan Dionisio nº 29
Edmilson nolasco nº 9
Victor Vinicius nº 33
Rodrigo da Silva nº 28
Turma: 1.001

Alfréd Rényi (20 de março, 1921 - 1 de fevereiro 1970) foi um húngaro matemático que fez contribuições em análise combinatória , teoria dos grafos , teoria dos números , mas principalmente na teoria da probabilidade.

Rényi nasceu em Budapeste para Artur Rényi e Barbara Alexander, seu pai era um engenheiro mecânico, enquanto sua mãe era filha de um filósofo e crítico literário, Bernát Alexander. Ele foi impedido de se matricular na universidade, em 1939, devido às leis anti-judaicas então em vigor, mas se matriculou na Universidade de Budapeste em 1940 e terminou seus estudos em 1944. Neste ponto, ele foi convocado para o serviço de trabalho forçado , escapou, e completou sua Ph.D. em 1947 na Universidade de Szeged , sob a orientação de Frigyes Riesz . Casou-se com Katalin Schulhof (que usou Kató Rényi como o nome de casada), ela própria um matemático, em 1946, a sua filha Zsuzsanna nasceu em 1948. Depois de uma breve assistente de professor na Budapest, foi nomeado professor extraordinário na Universidade de Debrecen , em 1949. Em 1950, ele fundou o Instituto de Pesquisa de Matemática da Academia de Ciências da Hungria , agora leva seu nome, e dirigiu até sua morte precoce. Ele também chefiou o Departamento de Probabilidade e Estatística Matemática da Universidade Eötvös Loránd , a partir de 1952. Ele foi eleito membro correspondente (1949), membro de pleno direito (1956) da Academia de Ciências da Hungria.
Provou, usando o grande peneira , que há um número de tal forma que cada número par é a soma de um número primo e um número que pode ser escrita como o produto de na maioria dos primos. Veja também conjectura de Goldbach .
Em teoria da informação , ele introduziu o espectro de Renyi entropias de ordem α, dando uma generalização importante da entropia de Shannon ea divergência Kullback-Leibler . As entropias Renyi dar um espectro de úteis índices de diversidade , e levar a um espectro de dimensões fractais . O jogo Rényi-Ulam é um jogo de adivinhação, onde algumas das respostas pode estar incorrecto.

Dimilcinho Duvilar disse...

Alunos: Ronan Dionisio nº 29
Edmilson nolasco nº 9
Victor Vinicius nº 33
Rodrigo da Silva nº 28
Turma: 1.001

Bertrand Arthur William Russell, 3 º Conde Russell , OM , FRS (18 de maio de 1872 - 2 de fevereiro 1970) foi um britânico filósofo , lógico , matemático , historiador e crítico social . Em vários momentos de sua vida que ele considerava se um liberal , um socialista e um pacifista , mas também admitiu que ele nunca tinha sido qualquer um desses em qualquer sentido profundo. Ele nasceu em Monmouthshire , em uma das famílias aristocráticas mais proeminentes na Grã-Bretanha.
Russell levou a "revolta contra a British idealismo "no início do século 20. Ele é considerado um dos fundadores da filosofia analítica , juntamente com seu predecessor Gottlob Frege e seu protegido Ludwig Wittgenstein . Ele é amplamente considerado um dos lógicos premier do século 20. Ele é co-autor, com AN Whitehead , Principia Mathematica , uma tentativa de matemática terra em lógica. Seu ensaio filosófico " Em Denotando "tem sido considerado um" paradigma da filosofia ". Seu trabalho teve uma influência considerável sobre lógica , matemática , teoria dos conjuntos , linguística , ciência da computação (veja tipo de teoria e tipo de sistema ) e filosofia , especialmente da filosofia da linguagem , epistemologia e metafísica.
Russell foi um proeminente anti-guerra ativista, ele defendeu anti-imperialismo e foi para a prisão por seu pacifismo durante a I Guerra Mundial . Mais tarde, ele fez campanha contra Adolf Hitler , em seguida, criticou stalinista totalitarismo , atacou o envolvimento dos Estados Unidos na Guerra do Vietnã , e era um defensor ferrenho do desarmamento nuclear . Em 1950, Russell foi agraciado com o Prêmio Nobel de Literatura "em reconhecimento dos seus variados e significativos escritos nos quais ele defende humanitários ideais e liberdade de pensamento ".

alan disse...

nome:Alan mendonça n:2 t:1002
nome:danilo araujo n:14 t:1002

espero que tenha gostado ae antonio :D

Carl Gustav Jakob Jacobi
Foi o segundo filho de um próspero banqueiro. O seu primeiro professor, irmão de sua mãe, deu-lhe aulas de matemática, preparando-o para entrar no Ginásio de Potsdam em 1816. Logo Jacobi evidenciou sua “mente universal” declarada pelo reitor do ginásio quando ele o deixava em 1821 para entrar na Universidade Humboldt de Berlim.
Poderia ter-se tornado um célebre filólogo, caso a matemática não o tivesse atraído mais fortemente. Tendo se apercebido de que o rapaz tinha gênio matemático, o professor Heinrich Bauer deixou que ele estudasse sozinho, depois de se ter ele rebelado, recusando o aprendizado da matemática através de um roteiro e uma regra.
Jacobi buscou os mestres. Os trabalhos de Leonhard Euler e Lagrange ensinaram-lhe álgebra e cálculo e introduziram-no na grande teoria dos números. Seu autodidatismo propiciou seu primeiro trabalho notável - em funções elípticas - sua diretriz definitiva.
Desconhecendo que Niels Henrik Abel tinha atacado as equações gerais do quinto grau, Jacobi buscou uma solução. Embora sua busca tivesse sido infrutífera, com este trabalho aprendeu muito de álgebra, imputando-lhe considerável importância como um degrau para sua educação matemática. Mas, aparentemente, não compreendeu (como o fez Abel) que tais equações não eram solucionáveis algebricamente.
Jacobi tinha uma mente objetiva e nenhuma inveja ou ciúme em sua natureza generosa. Ele referiu-se a obra prima de Niels Abel dizendo “está acima do meu louvor, assim como acima de meus trabalhos”.
Permaneceu estudando em Berlim de abril de 1821 até maio de 1825. Durante os primeiros dois anos ele dividiu seu tempo, eqüitativamente, entre filosofia, filologia e matemática. Chamou a atenção sobre si de P. A. Boeckh, um renomado estudioso dos clássicos. Mas Boeckh não conseguiu convertê-lo para os estudos clássicos.
Tendo decidido dar à matemática o melhor que pudesse, escreveu para seu tio Lehmann, dizendo: “A grandiosidade dos trabalhos de Euler, Lagrange e Laplace elevou o nível de exigência e compreensão de quem busca o domínio destas novas descobertas, caso não queira permanecer perambulando na superfície do conhecimento. Para dominar este colosso não pode haver descanso ou paz até que se alcance o topo e se consiga visualizar o trabalho em toda sua inteireza. Só então, quando se alcançou o espírito, ou a idéia pretendida, é possível trabalhar efetivamente para o seu acabamento em todos os seus detalhes

alan disse...

Blaise Pascal

Blaise Pascal era filho de Étienne Pascal, professor de matemática, e de Antoinette Begon. Perdeu a sua mãe com três anos de idade.1 Seu pai tratou da sua educação por ele ser o único filho do sexo masculino, orientando-o com vistas ao desenvolvimento correcto da sua razão e do seu juízo. O recurso aos jogos didácticos era parte integrante desse ensino que incluía disciplinas tão variadas como história, geografia e filosofia.
O talento precoce para as ciências físicas levou a família a Paris, onde ele se consagra ao estudo da matemática. Acompanha o pai quando este é transferido para Rouen e lá realiza as primeiras pesquisas no campo da Física. Suas experiências sobre sons resultaram em um pequeno tratado (1634). No ano seguinte chega à dedução de 32 proposições de geometria estabelecidas por Euclides. Publica Essay pour les coniques (1640), obra na qual está formulado o célebre teorema de Pascal.
Blaise Pascal contribuiu decisivamente para a criação de dois novos ramos da matemática: a Geometria Projetiva e a Teoria das probabilidades. Em Física, estudou a mecânica dos fluidos, e esclareceu os conceitos de pressão e vácuo, ampliando o trabalho de Evangelista Torricelli. É ainda o autor de uma das primeiras calculadoras mecânicas, a Pascaline, e de estudos sobre o método científico.
Como matemático, interessou-se pelo cálculo infinitesimal, pelas sequências, tendo enunciado o princípio da recorrência matemática. Criou um tipo de máquina de calcular que chamou de La pascaline (1642), uma das primeiras calculadoras mecânicas que se conhece, conservada no Museu de Artes e Ofícios de Paris.2 Anders Hald escreveu: "Para aliviar o trabalho do seu pai como agente fiscal, Pascal inventou uma máquina de calcular para adição e subtração assegurando sua construção e venda." Seguindo o programa de Galileu e Torricelli, refutou o conceito de "horror ao vazio". Os seus resultados geraram numerosas controvérsias entre os aristotélicos tradicionais.3

alan disse...

Continuação.Em 1646 a família converte-se ao Jansenismo.
De volta a Paris (1647), influenciado pelas experiências de Torricelli, enunciou os primeiros trabalhos sobre o vácuo e demonstrou as variações da pressão atmosférica. A partir de então, desenvolveu extensivas pesquisas utilizando sifões, seringas, foles e tubos de vários tamanhos e formas e com líquidos como água, mercúrio, óleo, vinho, ar, etc., no vácuo e sob pressão atmosférica.
Em 1651 morre seu pai.
Na sequência de uma experiência mística, em finais 1654, faz a sua "segunda conversão" e abandona as ciências para se dedicar exclusivamente à filosofia e à teologia, num período marcado pelo conflito entre jansenistas e jesuítas. No ano seguinte, recolhe-se à abadia de Port-Royal-des-Champs, centro do jansenismo. Só voltaria às ciências após "novo milagre" (1658). São desse período as suas principais contribuições no campo filosófico-religioso: Les Provinciales (1656-1657), conjunto de 18 cartas escritas em defesa do jansenista Antoine Arnauld - oponente dos jesuítas que estava em julgamento pelos teólogos de Paris - e Pensées fragmentos publicados postumamente (1670), nos quais estão formuladas suas ideias sobre a espiritualidade e a defesa do cristianismo. Entre os Pensées (Pensamentos) encontra-se também a sua frase mais citada: "O coração tem suas razões, que a própria razão desconhece". 4
Blaise Pascal - Retrato por anónimo do Século XVII.
Como teólogo e escritor destacou-se como um dos mestres do racionalismo e irracionalismo modernos, e sua obra influenciou os ingleses Charles e John Wesley, fundadores da Igreja Metodista.
Pascal aperfeiçoou o barômetro de Torricelli e, na matemática, com o Traité du triangle arithmétique ("Tratado do triângulo aritmético", mais conhecido como triângulo de Pascal), de 1654, estabeleceu, juntamente com Pierre de Fermat, as bases da teoria das probabilidades e da análise combinatória, que o holandês Huygens desenvolveria posteriormente (1657). Entre 1658 e 1659, escreveu sobre o ciclóide e a sua utilização no cálculo do volume de sólidos.5
Um dos seus tratados sobre hidrostática, Traité de l'équilibre des liqueurs, só foi publicado um ano após sua morte (1663). Pascal também esclareceu os princípios barométricos, da prensa hidráulica e da transmissibilidade de pressões. Estabeleceu o princípio de Pascal que diz: em um líquido em repouso ou equilíbrio, as variações de pressão transmitem-se igualmente e sem perdas para todos os pontos da massa líquida. É o princípio de funcionamento do macaco hidráulico. Na Mecânica é homenageado com a unidade de tensão mecânica (ou pressão) Pascal (1Pa = 1 N/m²; 105 N/m² = 1 bar).
Pascal, que sempre teve uma saúde frágil, adoeceu gravemente em 1659. Morreu em 19 de agosto de 1662, dois meses após completar 39 anos. Seu corpo foi sepultado na Igreja de Saint-Étienne-du-Mont, Ilha de França, Paris na França.6

alan disse...

Contribuições à Matemática
O triângulo de Pascal. Cada número representa a soma dos dois directamente acima dele. O triângulo demonstra muitas propriedades matemáticas, além de mostrar os coeficientes binomiais.
Pascal continuou a influenciar a matemática ao longo de sua vida. Seu Traité du triangle arithmétique ("Tratado sobre o Triângulo aritmético") de 1653 descreveu uma apresentação tabular conveniente para os coeficientes binomiais, agora chamado triângulo de Pascal. O triângulo também pode ser representado:

0 1 2 3 4 5 6
0 1 1 1 1 1 1 1
1 1 2 3 4 5 6
2 1 3 6 10 15
3 1 4 10 20
4 1 5 15
5 1 6
6 1

alan disse...

Continuação de blaisel pascalEle define os números no triângulo por recursão: Chame o número na (m+1)-ésima linha e na (n+1)-ésima coluna por tmn. Então tmn = tm-1,n + tm,n-1, para m = 0, 1, 2... e n = 0, 1, 2... As condições de contorno são tm, −1 = 0, t−1, n para m = 1, 2, 3... e n = 1, 2, 3... O gerador t00 = 1. Pascal conclui com a prova,
TMN=(m+n)(m+n-1)...(m+1) .
n(n-1)...1

Em 1654, solicitado por um amigo interessado em problemas de jogo, ele correspondeu-se com Pierre de Fermat sobre o assunto, e desta colaboração nasceu a teoria matemática das probabilidades. O amigo era Antoine Gombaud, e o problema específico foi o de dois jogadores que querem terminar um jogo mais cedo e, dadas as atuais circunstâncias do jogo, querem dividir as apostas de forma justa, com base na chance que cada um tem de ganhar o jogo a partir desse ponto.7 A partir desta discussão, a noção de valor esperado foi introduzida. Pascal mais tarde (nos seus Pensées) usou um argumento probabilístico, a Aposta de Pascal para justificar a crença em Deus e uma vida virtuosa. O trabalho realizado por Fermat e Pascal para o cálculo de probabilidades estabeleceu os fundamentos importantes para a formulação de Leibniz do cálculo infinitesimal.8
Depois de uma experiência religiosa em 1654, Pascal praticamente desistiu do trabalho em matemática.
Filosofia da Matemática
A grande contribuição de Pascal para a filosofia da matemática veio com o seu De l'Esprit géométrique ("Do Espírito Geométrico"), originalmente escrito como um prefácio para um livro de geometria para um dos famosos "Petites-Ecoles de Port-Royal" ("Escolinhas de Port-Royal"). O trabalho ficou inédito até mais de um século após sua morte. Aqui, Pascal estudou a questão da descoberta de verdades, argumentando que o ideal de um tal método seria encontrar todas as proposições sobre as verdades já estabelecidas. Ao mesmo tempo, no entanto, ele alegou que isso era impossível porque tais verdades estabelecidas exigiriam outras verdades para apoiá-las — os primeiros princípios, portanto, não podiam ser alcançadas. Com base nisso, Pascal argumentou que o procedimento utilizado em geometria era tão perfeito quanto possível, com alguns princípios assumidos e outras proposições desenvolvidas a partir deles. No entanto, não havia nenhuma maneira de saber se os princípios assumidos eram, de fato, verdade.
Pascal também utilizou o De l'Esprit géométrique para desenvolver uma teoria da definição. Ele distingue entre as definições que são rótulos convencionais definidas pelo escritor e definições que estão dentro da linguagem e compreendidas por todos, pois naturalmente designam seu referente. O segundo tipo seria característica da filosofia do essencialismo. Pascal afirmou que apenas as definições do primeiro tipo são importantes para a ciência e a matemática, argumentando que esses campos devem adotar a filosofia do formalismo, tal como formulado por Descartes.
No De l'Art de persuader ("Sobre a Arte da Persuasão"), Pascal estudou de forma mais profunda o método axiomático da geometria, especificamente a questão de como as pessoas vem a ser convencidas dos axiomas sobre os quais conclusões posteriores se baseiam. Pascal concordou com Montaigne que alcançar a certeza nestes axiomas e as conclusões através de métodos humanos é impossível. Ele afirmou que esses princípios só podem ser apreendidos através da intuição, e que este fato ressaltou a necessidade de submissão a Deus na busca de verdades.

alan disse...

Albrecht Dürer

Albrecht Dürer (em alemão: [albʁɛçt dy ː ʁɐ]; 21 de maio de 1471 - 06 de abril de 1528) [1] foi um pintor alemão, gravador, impressor, matemático e teórico de Nuremberg. Suas xilogravuras de alta qualidade (hoje em dia muitas vezes chamado Meisterstiche ou "mestre imprime") estabeleceu a sua reputação e influência em toda a Europa, quando ele ainda estava na casa dos vinte anos, e ele tem sido convencionalmente considerado o maior artista da Renascença do Norte desde então. Sua vasta obra inclui retábulos e obras religiosas, vários retratos e auto-retratos e gravuras em cobre. As xilogravuras, tais como a série Apocalypse (1498), mantêm um sabor mais gótico do que o resto de sua obra. Suas impressões bem conhecidos incluem o Cavaleiro, a Morte eo Diabo (1513), São Jerônimo, em seu estudo (1514) e Melencolia I (1514), que tem sido objecto de extensa análise e interpretação. Suas aquarelas também marcá-lo como um dos primeiros artistas paisagem europeia, enquanto seus xilogravuras ambicioso revolucionou o potencial desse meio.

A introdução de Dürer de motivos clássicos na arte do Norte, através do seu conhecimento de artistas italianos e humanistas alemães, garantiu sua reputação como uma das figuras mais importantes do Renascimento do Norte. Isto é reforçado por seus tratados teóricos, que envolvem princípios da matemática perspectiva e proporções ideais.

continuação albrecht durer
Dürer nasceu em 21 de maio de 1471, terceiro filho e segundo filho de seus pais, que tinham entre quatorze e dezoito filhos. Seu pai, Albrecht Dürer, o Velho, foi um ourives de sucesso, originalmente chamado Ajtósi, que em 1455 se mudou para Nuremberga a partir de Ajtós, perto de Gyula em Hungria. O nome alemão "Dürer" é derivado do húngaro, "Ajtósi". Inicialmente, era "Türer", doormaker significado, que é "ajtós" em húngaro (de "ajtó", que significa porta). Uma porta é destaque no brasão de armas da família adquiridos. Albrecht Dürer, o filho, mais tarde mudou "Türer", dicção do sobrenome da família de seu pai, a "Dürer", para se adaptar ao Nuremberg dialeto local. Albrecht Dürer, o Velho casou com Barbara Holper, a filha de seu mestre, quando ele próprio se tornou um mestre em 1467.

Padrinho de Dürer foi Anton Koberger, que deixou a ourivesaria para se tornar uma impressora e editora no ano de nascimento de Dürer e rapidamente se tornou a editora de maior sucesso na Alemanha, eventualmente, possuir vinte e quatro prensas de impressão e ter muitos escritórios na Alemanha e no exterior. Mais famosa publicação de Koberger foi a Crônica de Nuremberg, publicado em 1493 em edições alemão e latim. Ele continha um sem precedentes 1.809 ilustrações de xilogravura (embora com muitos usos repetidos do mesmo bloco) pela oficina Wolgemut. Dürer pode muito bem ter trabalhado em alguns deles, como o trabalho no projeto começou quando ele estava com Wolgemut.

alan disse...

continuação albrecht durer
Porque Dürer escritos autobiográficos esquerda e se tornou muito famoso por seus vinte e poucos anos, a sua vida é bem documentado por várias fontes. Depois de alguns anos de escola, Dürer começou a aprender o básico de ourivesaria e desenho de seu pai. Embora seu pai queria que ele continue seu treinamento como um ourives, ele mostrou um talento precoce no desenho que ele começou como aprendiz de Michael Wolgemut com a idade de quinze anos em 1486. Um auto-retrato, um desenho em ponta de prata, é datado de 1484 (Albertina, Viena) "quando eu era criança", como diz sua inscrição mais tarde. Wolgemut foi o artista principal em Nuremberg, no momento, com uma grande oficina produzindo uma variedade de obras de arte, em xilogravuras especial para livros. Nuremberg era então uma cidade importante e próspero, um centro de edição e muitos comércios de luxo. Ele tinha fortes ligações com a Itália, especialmente Veneza, uma distância relativamente curta através dos Alpes.

Wanderjahre e casamento (1490-1494)

Depois de completar seu mandato de aprendizagem, Dürer seguiu o costume alemão comum de tomar Wanderjahre-in gap efeito de anos em que o aprendiz aprendeu habilidades de artistas de outras áreas; Dürer era passar cerca de quatro anos de distância. Ele deixou em 1490, possivelmente para trabalhar sob Martin Schongauer, o gravador de liderança da Europa do Norte, mas que morreu pouco antes da chegada de Dürer em Colmar em 1492. Não está claro onde Dürer viajou no período de intervenção, embora seja provável que ele foi para Frankfurt e na Holanda. Em Colmar, Dürer foi bem recebido pelos irmãos de Schongauer, Caspar os ourives e Paul Ludwig eo pintor. Em 1493 Dürer foi para Estrasburgo, onde ele teria experimentado a escultura de Nikolaus Gerhaert. Primeiro auto-retrato pintado de Dürer (hoje no Louvre) foi pintado nesta altura, provavelmente para serem enviados de volta para sua noiva em Nuremberg.

No início de 1492 Dürer viajou para Basel para ficar com outro irmão de Martin Schongauer, o Georg ourives. Logo após seu retorno a Nuremberg, em 7 de Julho de 1494, com a idade de 23 anos, era casado com Dürer Agnes Frey após um arranjo feito durante sua ausência. Agnes era filha de um trabalhador de bronze de destaque (e harpista amador) na cidade. No entanto, nenhuma criança resultou do casamento.

alan disse...

Alfréd Rényi

Rényi nasceu em Budapeste para Artur Rényi e Barbara Alexander, seu pai era um engenheiro mecânico, enquanto sua mãe era filha de um filósofo e crítico literário, Bernát Alexander. Ele foi impedido de se matricular na universidade, em 1939, devido às leis anti-judaicas então em vigor, mas se matriculou na Universidade de Budapeste em 1940 e terminou seus estudos em 1944. Neste ponto, ele foi convocado para o serviço forçado, escapou, e completou seu doutorado em 1947 na Universidade de Szeged, sob a orientação de Frigyes Riesz. Casou-se com Katalin Schulhof (que usou Kató Rényi como o nome de casada), ela própria um matemático, em 1946, a sua filha Zsuzsanna nasceu em 1948. Depois de uma breve assistente de professor na Budapest, foi nomeado professor extraordinário na Universidade de Debrecen, em 1949. Em 1950, ele fundou o Instituto de Pesquisa de Matemática da Academia Húngara de Ciências, agora leva seu nome, e dirigiu até sua morte precoce. Ele também chefiou o Departamento de Probabilidade e Estatística Matemática da Universidade Eötvös Loránd, a partir de 1952. Ele foi eleito membro correspondente (1949), membro de pleno direito (1956), da Academia Húngara de Ciências

continuação alfréd rényi
Trabalho

Provou, usando o grande peneira, que há um número de tal forma que cada número par é a soma de um número primo e um número que pode ser escrita como o produto de na maioria dos primos. Veja também conjectura de Goldbach.

Em teoria da informação, ele introduziu o espectro de Renyi entropias de ordem α, dando uma generalização importante da entropia de Shannon ea divergência Kullback-Leibler. As entropias Renyi dar um espectro de índices de diversidade úteis, e conduzir a um espectro de dimensões fractais. O jogo Rényi-Ulam é um jogo de adivinhação, onde algumas das respostas pode estar incorrecto.

Em teoria da probabilidade, ele também é conhecido por suas constantes estacionamento, que é a solução para o seguinte problema: dada uma rua de determinado comprimento e carros de estacionamento comprimento constante em uma posição livre aleatória na rua, o que é a densidade de carros quando há posições não mais livres? A solução para esse problema é aproximadamente igual a 74,75979% .

Ele escreveu 32 trabalhos conjuntos com Paul Erdös, a maioria dos bem conhecidos que são os seus papéis, introduzindo o modelo de Erdös-Rényi de grafos aleatórios .

continuação de alfred renyi
Citações

Rényi, que era viciado em café, inventou , a citação: "Um matemático é um dispositivo para transformar o café em teoremas.", Que é geralmente atribuída a Erdös. Tem sido sugerido que esta frase foi originalmente formulada em alemão (Teoria Número, Springer, 1995), onde pode ser interpretado como um jogo de palavras com o duplo sentido da palavra Satz (teorema ou resíduo de café), mas é mais provável que o formulação original era em húngaro.

Ele também é famoso por ter dito: "Se eu me sinto triste, eu faço matemática para se tornar feliz. Se eu estou feliz, eu faço matemática para manter feliz

alan disse...

Bertrand Russell

Bertrand Arthur William Russell, 3 º Conde Russell, OM, FRS (18 de maio de 1872 - 2 de fevereiro 1970) foi um filósofo britânico, lógico, matemático, historiador e crítico social Em vários momentos de sua vida ele considerou. se um liberal, um socialista e um pacifista, mas também admitiu que ele nunca tinha sido qualquer um desses em qualquer sentido profundo. ele nasceu em Monmouth, em uma das famílias aristocráticas mais proeminentes na Grã-Bretanha.

Russell levou a "revolta contra o idealismo" British no início do século 20. Ele é considerado um dos fundadores da filosofia analítica, juntamente com seu predecessor Gottlob Frege e Ludwig Wittgenstein seu protegido. Ele é amplamente considerado um dos lógicos premier do século 20. Ele é co-autor, com AN Whitehead, Principia Mathematica, uma tentativa de matemática terra em lógica. Seu ensaio filosófico "On Denotando" tem sido considerado um "paradigma da filosofia" . Seu trabalho teve uma influência considerável sobre lógica, matemática, teoria dos conjuntos, a lingüística, ciência da computação (veja tipo de teoria e tipo de sistema) e filosofia , especialmente filosofia da linguagem, epistemologia e metafísica.


continuação bertrand russell
Russell era um ativista anti-guerra proeminente, ele defendeu anti-imperialismo e foi para a prisão por seu pacifismo durante a Primeira Guerra Mundial Mais tarde, ele fez campanha contra Adolf Hitler, em seguida, criticou o totalitarismo stalinista, atacou o envolvimento dos Estados Unidos da América na Guerra do Vietnã, e era um defensor ferrenho do desarmamento nuclear. em 1950, Russell foi agraciado com o Prêmio Nobel de Literatura "em reconhecimento dos seus variados e significativos escritos nos quais ele defende ideais humanitários e liberdade de pensamento


Início da vida e fundo

Jovem Bertrand Russell
Bertrand Russell nasceu em 18 de maio de 1872 em Ravenscroft, Trellech, Monmouthshire, Reino Unido, em uma família influente e liberal da aristocracia britânica. Seus pais, visconde e viscondessa Amberley, foram radicais para seus tempos. Senhor Amberley era ateu e consentiu em caso de sua esposa com o tutor de seus filhos, o biólogo Douglas Spalding. Ambos foram os primeiros defensores do controle de natalidade numa época em que isso era considerado escandaloso. ateísmo de Amberley era evidente quando ele perguntou o filósofo John Stuart Mill para atuar como padrinho secular de Russell. Moinho morreu no ano após o nascimento de Russell, mas seus escritos tiveram um grande efeito sobre a vida de Russell.

alan disse...

Seu avô paterno, o Earl Russell, tinha sido duas vezes perguntou pela Rainha Victoria para formar um governo, servindo-a como primeiro-ministro em 1840 e 1860. Os Russell tinha sido proeminente na Inglaterra durante vários séculos antes, que chegou ao poder e da nobreza, com a ascensão da dinastia Tudor. Eles se estabeleceram como uma das famílias Whig líderes da Grã-Bretanha, e participou de todo grande evento político da Dissolução dos Mosteiros em 1536-1540 para a Revolução Gloriosa de 1688-1689 ea Grande Reform Act em 1832.

Lady Amberley era filha de Lord e Lady Stanley de Alderley. Russell muitas vezes temia o ridículo de sua avó materna , um dos ativistas para a educação das mulheres.


Infância e adolescência

Russell tinha dois irmãos: Frank (quase sete anos mais velho do que Bertrand) e Rachel (quatro anos mais velho). Em junho 1874 a mãe de Russell morreu de difteria, logo seguido pela morte de Rachel. Em janeiro de 1876, seu pai morreu de bronquite após um longo período de depressão. Frank e Bertrand foram colocadas sob os cuidados de seus avós paternos firmemente vitorianos, que viviam em Pembroke Lodge em Richmond Park. Seu avô, o ex-primeiro-ministro John Russell, morreu em 1878, e foi lembrado por Russell como um homem bondoso velho em uma cadeira de rodas. Sua avó, a condessa Russell (née Lady Frances Elliot), foi a figura dominante da família para o resto da infância e da juventude de Russell.

A condessa era de uma família presbiteriana escocesa, e pediram sucesso no Tribunal de Chancery para anular uma disposição em Amberley a vontade de exigir que os filhos sejam criados como agnósticos. Apesar de seu conservadorismo religioso, ela tinha visões progressistas em outras áreas (aceitar o darwinismo e apoiar Home Rule irlandês), e sua influência sobre as perspectivas de Bertrand Russell na justiça social e levantando-se do princípio permaneceu com ele durante toda a sua vida verso favorito da Bíblia, ' Tu não seguir a multidão para fazer o mal "(Êxodo 23:02), tornou-se seu lema. A atmosfera no Pembroke Lodge foi um dos oração frequente, a repressão emocional e formalidade; Frank reagiu a isso com uma rebelião aberta, mas o jovem Bertrand aprendeu a esconder seus sentimentos.

alan disse...

Adolescência de Russell era muito solitário, e muitas vezes ele pensou em suicídio. Ele comentou em sua autobiografia que seus interesses eram mais agudos na religião e matemática, e que só o desejo de saber mais matemática impediu de suicídio. Ele foi educado em casa por uma série de tutores. Aos 11 anos, seu irmão Frank apresentou-o à obra de Euclides, que transformou a vida de Russell.

Durante esses anos de formação, ele também descobriu as obras de Percy Bysshe Shelley. Em sua autobiografia, ele escreve: "Eu gastei todo meu tempo livre lendo ele, e aprender a ele de coração, sem conhecer ninguém a quem eu pudesse falar do que eu pensava ou sentia, eu usei para refletir como seria maravilhoso ter sido a saber Shelley, e me pergunto se eu deveria atender a qualquer ser com quem eu deveria sentir tanta simpatia humano vivo ". Russell afirmou que a partir de 15 anos de idade, ele passou um tempo considerável pensando sobre a validade do dogma religioso cristão, que ele encontrou muito convincente. Nessa idade, ele chegou à conclusão de que não há livre-arbítrio e, dois anos mais tarde, que não há vida após a morte. Finalmente, com a idade de 18 anos, depois de ler "Autobiografia" de Mill, ele abandonou a "Causa Primeira" argumento e se tornou ateu.

Larissa D Lima disse...

Aluna: Larissa Dantas nº: 18

Turma:1001 Ciep:432

Carl Gustav Jakob Jacobi (1804 - 1851)

"Devemos sempre generalizar”. (Jacobi)

Carl Gustav Jacobi nasceu no dia 10 de Dezembro de 1804, filho de um próspero banqueiro Judeu. Tinha três irmãos, dos quais se destaca o mais velho, Moritz Jacobi, que se tornou um físico famoso. Durante a sua infância o seu tio encarregou-se da sua educação, preparando-o para o Gymnasium de Potsdam. Em 1817, ainda no primeiro ano do liceu, o seu talento foi notado e transferiram-no para o último ano. No final desse ano estava já em condições de frequentar a universidade, mas acabou por não ser admitido devido à sua tenra idade.

Em 1825 apresentou à Academia de Ciências de Berlim um artigo cuja publicação foi rejeitada. Ainda nesse ano decidiu mudar as suas convicções religiosas, tornando-se cristão. Desta forma, conseguiu uma colocação na Universidade de Berlim. Insatisfeito com o ambiente científico decidiu mudar-se para a Universidade de Königsberg onde chegou em 1826, juntando-se a Franz Neumann e a Bessel.

Nessa altura, Jacobi tinha já feito várias descobertas na área da teoria dos números. Com essas descobertas conseguiu impressionar Gauss e Legendre. Este último chegou mesmo a considerá-lo, juntamente com Abel, o melhor analista da sua era. Em 1829, viajou a Paris e conheceu pessoalmente Legendre, Fouriere Poisson. Com o seu trabalho em funções elípticas “Fundamenta nova theoria functionum el lipticarum” conseguiu atrair a atenção de toda a comunidade matemática e alcançar o seu lugar como um dos maiores matemáticos da época.

O final da sua vida foi marcado pela ativa participação em conflitos políticos em oposição ao regime monárquico. Jacobi era um subsidiário real e, simultaneamente, um opositor à monarquia, o que provocou a suspensão do seu financiamento e consequentes dificuldades econômicas. No entanto, naquela época, Jacobi era juntamente com Gauss, uma das figuras mais famosas na Alemanha, pelo que lhe foi oferecida uma posição na Universidade de Viena. Não querendo perder a personalidade de Jacobi, o Rei restituiu-lhe a pensão.

Morreu a 18 de Fevereiro de 1851, vítima de varíola.

Jacobi deixou contribuições importantes em quase todas as grandes áreas da matemática: desde profundas descobertas no estudo de funções elípticas, passando pela teoria dos números à teoria das equações diferenciais. Estudou ainda fórmulas para o cálculo de determinantes, em álgebra linear.

Larissa D Lima disse...

Aluna: Larissa Dantas nº18
Turma:1001 Ciep 432

Blaise Pascal

Blaise Pascal nasceu a 19 de junho de 1623 em Clermond-Ferrand, tendo falecido na cidade de Paris a 19 de agosto de 1662. Foi um filósofo, físico e matemático francês de curta existência, que como filósofo e místico criou uma das afirmações mais pronunciadas pela humanidade nos séculos posteriores, O coração tem razões que a própria razão desconhece, síntese de sua doutrina filosófica: o raciocínio lógico e a emoção.
Filho de um professor de matemática, Etienne Pascal, foi educado sob forte influência religiosa. O seu talento precoce para as ciências físicas levou a família para Paris, onde ele se dedicou ao estudo da matemática.

Acompanhou o pai quando este foi transferido para Rouen e lá realizou as primeiras pesquisas no campo da Física. Realizou experiências sobre sons que resultaram em um pequeno tratado (1634) e no ano seguinte chegou à dedução de 32 proposições de geometria estabelecidas por Euclides. Publicou Essay pour les coniques (1640), contendo o célebre teorema de Pascal.

Excelente matemático, especializou-se em cálculos infinitesimais e criou um tipo de máquina de somar que chamou de La pascaline (1642), a primeira calculadora mecânica que se conhece, conservada no Conservatório de Artes e Medidas de Paris.

Larissa D Lima disse...

Aluna: Larissa Dantas nº:18
turma:1001 Ciep 432


Albrecht Dürer

Albrecht Dürer (Nuremberga, 21 de maio de 1471 — Nuremberga, 6 de abril de 1528) foi um gravador, pintor, ilustrador, matemático e teórico de arte alemão e, provavelmente, o mais famoso artista do Renascimento nórdico, tendo influenciado artistas do século XVI no seu país e nos Países Baixos. A sua maestria como pintor foi o resultado de um trabalho árduo e, no campo das artes gráficas, não tinha rival. As suas xilogravuras, consideradas revolucionárias são ainda marcadas pelo estilo gótico . É considerado como o primeiro grande mestre da técnica da aguarela, principalmente no que diz respeito à representação de paisagens. Os seus interesses, no espírito humanista do Renascimento, abrangiam ainda outros campos, como a geografia, a arquitectura, a geometria e a fortificação.

Conseguiu chamar a atenção do imperador Maximiliano I para o seu trabalho, tendo sido por ele nomeado pintor da corte em 1512. Viveu, provavelmente, duas vezes na Itália em adulto. Em 1520, depois da morte do imperador, partiu para os Países Baixos, visitou muitas das cidades do norte e conheceu pintores e homens de letras, como Erasmo de Roterdão. Nos seus últimos anos, em Nuremberga, partindo de estudos de teoria da Arte italianos de autores que o antecederam, ocupou-se principalmente com a elaboração de tratados sobre a medida e proporções humanas, perspetiva e geometria como elementos estruturantes da obra de arte.

Larissa D Lima disse...

Aluna: Larissa Dantas nº:18
Turma:1001 Ciep:432


Alfred Renyi

Alfréd Rényi (20 de março, 1921 - 1 de fevereiro 1970) foi um húngaro matemático que fez contribuições em análise combinatória , teoria dos grafos , teoria dos números , mas principalmente na teoria da probabilidade.

Rényi nasceu em Budapeste para Artur Rényi e Barbara Alexander, seu pai era um engenheiro mecânico, enquanto sua mãe era filha de um filósofo e crítico literário, Bernát Alexander. Ele foi impedido de se matricular na universidade, em 1939, devido às leis anti-judaicas então em vigor, mas se matriculou na Universidade de Budapeste em 1940 e terminou seus estudos em 1944. Neste ponto, ele foi convocado para o serviço de trabalho forçado , escapou, e completou sua Ph.D. em 1947 na Universidade de Szeged , sob a orientação de Frigyes Riesz . Casou-se com Katalin Schulhof (que usou Kató Rényi como o nome de casada), ela própria um matemático, em 1946, a sua filha Zsuzsanna nasceu em 1948. Depois de uma breve assistente de professor na Budapest, foi nomeado professor extraordinário na Universidade de Debrecen , em 1949. Em 1950, ele fundou o Instituto de Pesquisa de Matemática da Academia de Ciências da Hungria , agora leva seu nome, e dirigiu até sua morte precoce. Ele também chefiou o Departamento de Probabilidade e Estatística Matemática da Universidade Eötvös Loránd , a partir de 1952. Ele foi eleito membro correspondente (1949), membro de pleno direito (1956) da Academia de Ciências da Hungria.

Provou, usando o grande peneira , que há um número de tal forma que cada número par é a soma de um número primo e um número que pode ser escrita como o produto de na maioria dos primos. Veja também conjectura de Goldbach .
Em teoria da informação , ele introduziu o espectro de Renyi entropias de ordem α, dando uma generalização importante da entropia de Shannon ea divergência Kullback-Leibler . As entropias Renyi dar um espectro de úteis índices de diversidade,e levar a um espectro de dimensões fractais . O jogo Rényi-Ulam é um jogo de adivinhação, onde algumas das respostas pode estar incorrecto.
Em teoria da probabilidade, ele também é conhecido por suas constantes de estacionamento , que é a solução para o seguinte problema: dada uma rua de determinado comprimento e carros de estacionamento comprimento constante em uma posição livre aleatória na rua, o que é a densidade de carros quando há posições não mais livres? A solução para esse problema é aproximadamente igual a 74,75979%.
Ele escreveu 32 trabalhos conjuntos com Paul Erdös ,a maioria dos bem conhecidos que são os seus papéis, introduzindo o modelo de Erdös-Rényi de grafos aleatórios.

Larissa D Lima disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Larissa D Lima disse...

Aluna: Larissa Dantas nº 18
Turma:1001 Ciep:432

Bertrand Russell

Bertrand Russell nasceu em Ravenscroft Monmouthshire, na Inglaterra, a 18 de Maio de 1872.
Com dois anos de idade perdeu seus pais, sendo então criado por sua avó, que lhe transmitiu os mais sábios e preciosos valores morais e religiosos, os quais o guiou a vida toda.
Quando completou 18 anos de idade ingressou no Trinity College, em Cambridge, onde se dedicou ao estudo da matemática e da filosofia.
.Em 1897 concluiu seu doutorado defendendo uma tese denominada “Na Essay on the Foundations of Geometry”
Bertrand Russell só veio a ser conhecido mundialmente em 1910, quando, em parceria com Alfred North Whitehead, – famoso filósofo e matemático britânico – publicou o livro “Principia Mathematica”, cujo conteúdo gerou três volumes.
Envolveu-se na política por um breve período; Com a explosão da Primeira Guerra Mundial, porém, Russell não conseguiu ficar indiferente, deu início a uma agitação pacifista, levando em conta suas certezas, suas firmes opiniões.
Em 1918 acabou preso devido a seus ideais políticos, ficou encarcerado por 6 meses, período que aproveitou para escrever “Na Introduction to Mathematical Philosophy”, o qual só foi lançado em no ano de 1919.
Russell morreu em 2 de fevereiro de 1970 em Wales, sendo hoje respeitado como uma alusão que não se pode contornar no século XX devido aos grandes aportes à Lógica e à Matemática e principalmente pela sua contribuição social.
Bertrand Russell foi um dos mais influentes filósofos e matemáticos que o século XX já teve. Durante toda a sua vida sentiu simpatia pelo anarquismo – doutrina que prega o banimento de toda autoridade, a mudança da soberania do Estado pelo contato livre – apesar de ter defendido o esboço de um Estado Mundial para dar fim as guerras entre as nações.

Bruno Cunha disse...


Nome : Bruno cunha Ribeiro De Souza
Turma : 1002
n°: 9

CARL JOCOBI
Carl Gustav Jakob Jacobi

Foi o segundo filho de um próspero banqueiro. O seu primeiro professor, irmão de sua mãe, deu-lhe aulas de matemática, preparando-o para entrar no Ginásio de Potsdam em 1816. Logo Jacobi evidenciou sua “mente universal” declarada pelo reitor do ginásio quando ele o deixava em 1821 para entrar na Universidade Humboldt de Berlim.
Poderia ter-se tornado um célebre filólogo, caso a matemática não o tivesse atraído mais fortemente. Tendo se apercebido de que o rapaz tinha gênio matemático, o professor Heinrich Bauer deixou que ele estudasse sozinho, depois de se ter ele rebelado, recusando o aprendizado da matemática através de um roteiro e uma regra.
Jacobi buscou os mestres.
Os trabalhos de Leonhard Euler e Lagrange ensinaram-lhe álgebra e cálculo e introduziram-no na grande teoria dos números. Seu autodidatismo propiciou seu primeiro trabalho notável - em funções elípticas - sua diretriz definitiva.
Desconhecendo que Niels Henrik Abel tinha atacado as equações gerais do quinto grau, Jacobi buscou uma solução.
Embora sua busca tivesse sido infrutífera, com este trabalho aprendeu muito de álgebra, imputando-lhe considerável importância como um degrau para sua educação matemática. Mas, aparentemente, não compreendeu (como o fez Abel) que tais equações não eram solucionáveis algebricamente.
Jacobi tinha uma mente objetiva e nenhuma inveja ou ciúme em sua natureza generosa. Ele referiu-se a obra prima de Niels Abel dizendo “está acima do meu louvor, assim como acima de meus trabalhos”.
Permaneceu estudando em Berlim de abril de 1821 até maio de 1825. Durante os primeiros dois anos ele dividiu seu tempo, eqüitativamente, entre filosofia, filologia e matemática. Chamou a atenção sobre si de P. A. Boeckh, um renomado estudioso dos clássicos. Mas Boeckh não conseguiu convertê-lo para os estudos clássicos.
Tendo decidido dar à matemática o melhor que pudesse, escreveu para seu tio Lehmann, dizendo: “A grandiosidade dos trabalhos de Euler, Lagrange e Laplace elevou o nível de exigência e compreensão de quem busca o domínio destas novas descobertas, caso não queira permanecer perambulando na superfície do conhecimento. Para dominar este colosso não pode haver descanso ou paz até que se alcance o topo e se consiga visualizar o trabalho em toda sua inteireza. Só então, quando se alcançou o espírito, ou a idéia pretendida, é possível trabalhar efetivamente para o seu acabamento em todos os seus detalhes.”

Bruno Cunha disse...

Blaise Pascal

Blaise Pascal era filho de Étienne Pascal, professor de matemática, e de Antoinette Begon. Perdeu a sua mãe com três anos de idade.1 Seu pai tratou da sua educação por ele ser o único filho do sexo masculino, orientando-o com vistas ao desenvolvimento correcto da sua razão e do seu juízo. O recurso aos jogos didácticos era parte integrante desse ensino que incluía disciplinas tão variadas como história, geografia e filosofia.
O talento precoce para as ciências físicas levou a família a Paris, onde ele se consagra ao estudo da matemática. Acompanha o pai quando este é transferido para Rouen e lá realiza as primeiras pesquisas no campo da Física. Suas experiências sobre sons resultaram em um pequeno tratado (1634). No ano seguinte chega à dedução de 32 proposições de geometria estabelecidas por Euclides. Publica Essay pour les coniques (1640), obra na qual está formulado o célebre teorema de Pascal.
Blaise Pascal contribuiu decisivamente para a criação de dois novos ramos da matemática: a Geometria Projetiva e a Teoria das probabilidades. Em Física, estudou a mecânica dos fluidos, e esclareceu os conceitos de pressão e vácuo, ampliando o trabalho de Evangelista Torricelli. É ainda o autor de uma das primeiras calculadoras mecânicas, a Pascaline, e de estudos sobre o método científico.
Como matemático, interessou-se pelo cálculo infinitesimal, pelas sequências, tendo enunciado o princípio da recorrência matemática. Criou um tipo de máquina de calcular que chamou de La pascaline (1642), uma das primeiras calculadoras mecânicas que se conhece, conservada no Museu de Artes e Ofícios de Paris.2 Anders Hald escreveu: "Para aliviar o trabalho do seu pai como agente fiscal, Pascal inventou uma máquina de calcular para adição e subtração assegurando sua construção e venda." Seguindo o programa de Galileu e Torricelli, refutou o conceito de "horror ao vazio". Os seus resultados geraram numerosas controvérsias entre os aristotélicos tradicionais.
Em 1646 a família converte-se ao Jansenismo.
De volta a Paris (1647), influenciado pelas experiências de Torricelli, enunciou os primeiros trabalhos sobre o vácuo e demonstrou as variações da pressão atmosférica. A partir de então, desenvolveu extensivas pesquisas utilizando sifões, seringas, foles e tubos de vários tamanhos e formas e com líquidos como água, mercúrio, óleo, vinho, ar, etc., no vácuo e sob pressão atmosférica.
Em 1651 morre seu pai.
Na sequência de uma experiência mística, em finais 1654, faz a sua "segunda conversão" e abandona as ciências para se dedicar exclusivamente à filosofia e à teologia, num período marcado pelo conflito entre jansenistas e jesuítas. No ano seguinte, recolhe-se à abadia de Port-Royal-des-Champs, centro do jansenismo. Só voltaria às ciências após "novo milagre" (1658). São desse período as suas principais contribuições no campo filosófico-religioso: Les Provinciales (1656-1657), conjunto de 18 cartas escritas em defesa do jansenista Antoine Arnauld - oponente dos jesuítas que estava em julgamento pelos teólogos de Paris - e Pensées fragmentos publicados postumamente (1670), nos quais estão formuladas suas ideias sobre a espiritualidade e a defesa do cristianismo. Entre os Pensées (Pensamentos) encontra-se também a sua frase mais citada: "O coração tem suas razões, que a própria razão desconhece". 4
Blaise Pascal - Retrato por anónimo do Século XVII.

Bruno Cunha disse...

Como teólogo e escritor destacou-se como um dos mestres do racionalismo e irracionalismo modernos, e sua obra influenciou os ingleses Charles e John Wesley, fundadores da Igreja Metodista.
Pascal aperfeiçoou o barômetro de Torricelli e, na matemática, com o Traité du triangle arithmétique ("Tratado do triângulo aritmético", mais conhecido como triângulo de Pascal), de 1654, estabeleceu, juntamente com Pierre de Fermat, as bases da teoria das probabilidades e da análise combinatória, que o holandês Huygens desenvolveria posteriormente (1657). Entre 1658 e 1659, escreveu sobre o ciclóide e a sua utilização no cálculo do volume de sólidos.5
Um dos seus tratados sobre hidrostática, Traité de l'équilibre des liqueurs, só foi publicado um ano após sua morte (1663). Pascal também esclareceu os princípios barométricos, da prensa hidráulica e da transmissibilidade de pressões. Estabeleceu o princípio de Pascal que diz: em um líquido em repouso ou equilíbrio, as variações de pressão transmitem-se igualmente e sem perdas para todos os pontos da massa líquida. É o princípio de funcionamento do macaco hidráulico. Na Mecânica é homenageado com a unidade de tensão mecânica (ou pressão) Pascal (1Pa = 1 N/m²; 105 N/m² = 1 bar).
Pascal, que sempre teve uma saúde frágil, adoeceu gravemente em 1659. Morreu em 19 de agosto de 1662, dois meses após completar 39 anos. Seu corpo foi sepultado na Igreja de Saint-Étienne-du-Mont, Ilha de França, Paris na França. à Matemática
O triângulo de Pascal. Cada número representa a soma dos dois directamente acima dele. O triângulo demonstra muitas propriedades matemáticas, além de mostrar os coeficientes binomiais.
Pascal continuou a influenciar a matemática ao longo de sua vida. Seu Traité du triangle arithmétique ("Tratado sobre o Triângulo aritmético") de 1653 descreveu uma apresentação tabular conveniente para os coeficientes binomiais, agora chamado triângulo de Pascal. O triângulo também pode ser representado:


0 1 2 3 4 5 6
0 1 1 1 1 1 1 1
1 1 2 3 4 5 6
2 1 3 6 10 15
3 1 4 10 20
4 1 5 15
5 1 6
6 1
Ele define os números no triângulo por recursão: Chame o número na (m+1)-ésima linha e na (n+1)-ésima coluna por tmn. Então tmn = tm-1,n + tm,n-1, para m = 0, 1, 2... e n = 0, 1, 2... As condições de contorno são tm, −1 = 0, t−1, n para m = 1, 2, 3... e n = 1, 2, 3... O gerador t00 = 1. Pascal conclui com a prova,
TMN=(m+n)(m+n-1)...(m+1) .
n(n-1)...1

Bruno Cunha disse...

Em 1654, solicitado por um amigo interessado em problemas de jogo, ele correspondeu-se com Pierre de Fermat sobre o assunto, e desta colaboração nasceu a teoria matemática das probabilidades. O amigo era Antoine Gombaud, e o problema específico foi o de dois jogadores que querem terminar um jogo mais cedo e, dadas as atuais circunstâncias do jogo, querem dividir as apostas de forma justa, com base na chance que cada um tem de ganhar o jogo a partir desse ponto.7 A partir desta discussão, a noção de valor esperado foi introduzida. Pascal mais tarde (nos seus Pensées) usou um argumento probabilístico, a Aposta de Pascal para justificar a crença em Deus e uma vida virtuosa. O trabalho realizado por Fermat e Pascal para o cálculo de probabilidades estabeleceu os fundamentos importantes para a formulação de Leibniz do cálculo infinitesimal.8
Depois de uma experiência religiosa em 1654, Pascal praticamente desistiu do trabalho em matemática.
Filosofia da Matemática.
A grande contribuição de Pascal para a filosofia da matemática veio com o seu De l'Esprit géométrique ("Do Espírito Geométrico"), originalmente escrito como um prefácio para um livro de geometria para um dos famosos "Petites-Ecoles de Port-Royal" ("Escolinhas de Port-Royal"). O trabalho ficou inédito até mais de um século após sua morte. Aqui, Pascal estudou a questão da descoberta de verdades, argumentando que o ideal de um tal método seria encontrar todas as proposições sobre as verdades já estabelecidas. Ao mesmo tempo, no entanto, ele alegou que isso era impossível porque tais verdades estabelecidas exigiriam outras verdades para apoiá-las — os primeiros princípios, portanto, não podiam ser alcançadas. Com base nisso, Pascal argumentou que o procedimento utilizado em geometria era tão perfeito quanto possível, com alguns princípios assumidos e outras proposições desenvolvidas a partir deles. No entanto, não havia nenhuma maneira de saber se os princípios assumidos eram, de fato, verdade.
Pascal também utilizou o De l'Esprit géométrique para desenvolver uma teoria da definição. Ele distingue entre as definições que são rótulos convencionais definidas pelo escritor e definições que estão dentro da linguagem e compreendidas por todos, pois naturalmente designam seu referente. O segundo tipo seria característica da filosofia do essencialismo. Pascal afirmou que apenas as definições do primeiro tipo são importantes para a ciência e a matemática, argumentando que esses campos devem adotar a filosofia do formalismo, tal como formulado por Descartes.
No De l'Art de persuader ("Sobre a Arte da Persuasão"), Pascal estudou de forma mais profunda o método axiomático da geometria, especificamente a questão de como as pessoas vem a ser convencidas dos axiomas sobre os quais conclusões posteriores se baseiam. Pascal concordou com Montaigne que alcançar a certeza nestes axiomas e as conclusões através de métodos humanos é impossível. Ele afirmou que esses princípios só podem ser apreendidos através da intuição, e que este fato ressaltou a necessidade de submissão a Deus na busca de verdades.

Bruno Cunha disse...


Albrecht Dürer

Albrecht Dürer (em alemão: [albʁɛçt dy ː ʁɐ]; 21 de maio de 1471 - 06 de abril de 1528) [1] foi um pintor alemão, gravador, impressor, matemático e teórico de Nuremberg. Suas xilogravuras de alta qualidade (hoje em dia muitas vezes chamado Meisterstiche ou "mestre imprime") estabeleceu a sua reputação e influência em toda a Europa, quando ele ainda estava na casa dos vinte anos, e ele tem sido convencionalmente considerado o maior artista da Renascença do Norte desde então. Sua vasta obra inclui retábulos e obras religiosas, vários retratos e auto-retratos e gravuras em cobre. As xilogravuras, tais como a série Apocalypse (1498), mantêm um sabor mais gótico do que o resto de sua obra. Suas impressões bem conhecidos incluem o Cavaleiro, a Morte eo Diabo (1513), São Jerônimo, em seu estudo (1514) e Melencolia I (1514), que tem sido objecto de extensa análise e interpretação. Suas aquarelas também marcá-lo como um dos primeiros artistas paisagem europeia, enquanto seus xilogravuras ambicioso revolucionou o potencial desse meio.

A introdução de Dürer de motivos clássicos na arte do Norte, através do seu conhecimento de artistas italianos e humanistas alemães, garantiu sua reputação como uma das figuras mais importantes do Renascimento do Norte. Isto é reforçado por seus tratados teóricos, que envolvem princípios da matemática perspectiva e proporções ideais.
Dürer nasceu em 21 de maio de 1471, terceiro filho e segundo filho de seus pais, que tinham entre quatorze e dezoito filhos. Seu pai, Albrecht Dürer, o Velho, foi um ourives de sucesso, originalmente chamado Ajtósi, que em 1455 se mudou para Nuremberga a partir de Ajtós, perto de Gyula em Hungria. O nome alemão "Dürer" é derivado do húngaro, "Ajtósi". Inicialmente, era "Türer", doormaker significado, que é "ajtós" em húngaro (de "ajtó", que significa porta). Uma porta é destaque no brasão de armas da família adquiridos. Albrecht Dürer, o filho, mais tarde mudou "Türer", dicção do sobrenome da família de seu pai, a "Dürer", para se adaptar ao Nuremberg dialeto local. Albrecht Dürer, o Velho casou com Barbara Holper, a filha de seu mestre, quando ele próprio se tornou um mestre em 1467.

Bruno Cunha disse...

Padrinho de Dürer foi Anton Koberger, que deixou a ourivesaria para se tornar uma impressora e editora no ano de nascimento de Dürer e rapidamente se tornou a editora de maior sucesso na Alemanha, eventualmente, possuir vinte e quatro prensas de impressão e ter muitos escritórios na Alemanha e no exterior. Mais famosa publicação de Koberger foi a Crônica de Nuremberg, publicado em 1493 em edições alemão e latim. Ele continha um sem precedentes 1.809 ilustrações de xilogravura (embora com muitos usos repetidos do mesmo bloco) pela oficina Wolgemut. Dürer pode muito bem ter trabalhado em alguns deles, como o trabalho no projeto começou quando ele estava com Wolgemut.
Porque Dürer escritos autobiográficos esquerda e se tornou muito famoso por seus vinte e poucos anos, a sua vida é bem documentado por várias fontes. Depois de alguns anos de escola, Dürer começou a aprender o básico de ourivesaria e desenho de seu pai. Embora seu pai queria que ele continue seu treinamento como um ourives, ele mostrou um talento precoce no desenho que ele começou como aprendiz de Michael Wolgemut com a idade de quinze anos em 1486. Um auto-retrato, um desenho em ponta de prata, é datado de 1484 (Albertina, Viena) "quando eu era criança", como diz sua inscrição mais tarde. Wolgemut foi o artista principal em Nuremberg, no momento, com uma grande oficina produzindo uma variedade de obras de arte, em xilogravuras especial para livros. Nuremberg era então uma cidade importante e próspero, um centro de edição e muitos comércios de luxo. Ele tinha fortes ligações com a Itália, especialmente Veneza, uma distância relativamente curta através dos Alpes.

Wanderjahre e casamento (1490-1494)

Depois de completar seu mandato de aprendizagem, Dürer seguiu o costume alemão comum de tomar Wanderjahre-in gap efeito de anos em que o aprendiz aprendeu habilidades de artistas de outras áreas; Dürer era passar cerca de quatro anos de distância. Ele deixou em 1490, possivelmente para trabalhar sob Martin Schongauer, o gravador de liderança da Europa do Norte, mas que morreu pouco antes da chegada de Dürer em Colmar em 1492. Não está claro onde Dürer viajou no período de intervenção, embora seja provável que ele foi para Frankfurt e na Holanda. Em Colmar, Dürer foi bem recebido pelos irmãos de Schongauer, Caspar os ourives e Paul Ludwig eo pintor. Em 1493 Dürer foi para Estrasburgo, onde ele teria experimentado a escultura de Nikolaus Gerhaert. Primeiro auto-retrato pintado de Dürer (hoje no Louvre) foi pintado nesta altura, provavelmente para serem enviados de volta para sua noiva em Nuremberg.

No início de 1492 Dürer viajou para Basel para ficar com outro irmão de Martin Schongauer, o Georg ourives. Logo após seu retorno a Nuremberg, em 7 de Julho de 1494, com a idade de 23 anos, era casado com Dürer Agnes Frey após um arranjo feito durante sua ausência. Agnes era filha de um trabalhador de bronze de destaque (e harpista amador) na cidade. No entanto, nenhuma criança resultou do casamento.

Bruno Cunha disse...

Ele escreveu 32 trabalhos conjuntos com Paul Erdös, a maioria dos bem conhecidos que são os seus papéis, introduzindo o modelo de Erdös-Rényi de grafos aleatórios Rényi, que era viciado em café, inventou , a citação: "Um matemático é um dispositivo para transformar o café em teoremas.", Que é geralmente atribuída a Erdös. Tem sido sugerido que esta frase foi originalmente formulada em alemão (Teoria Número, Springer, 1995), onde pode ser interpretado como um jogo de palavras com o duplo sentido da palavra Satz (teorema ou resíduo de café), mas é mais provável que o formulação original era em húngaro.

Ele também é famoso por ter dito: "Se eu me sinto triste, eu faço matemática para se tornar feliz. Se eu estou feliz, eu faço matemática para manter feliz".

Bruno Cunha disse...


Bertrand Russell

Bertrand Arthur William Russell, 3 º Conde Russell, OM, FRS (18 de maio de 1872 - 2 de fevereiro 1970) foi um filósofo britânico, lógico, matemático, historiador e crítico social Em vários momentos de sua vida ele considerou. se um liberal, um socialista e um pacifista, mas também admitiu que ele nunca tinha sido qualquer um desses em qualquer sentido profundo. ele nasceu em Monmouth, em uma das famílias aristocráticas mais proeminentes na Grã-Bretanha.


Russell levou a "revolta contra o idealismo" British no início do século 20. Ele é considerado um dos fundadores da filosofia analítica, juntamente com seu predecessor Gottlob Frege e Ludwig Wittgenstein seu protegido. Ele é amplamente considerado um dos lógicos premier do século 20. Ele é co-autor, com AN Whitehead, Principia Mathematica, uma tentativa de matemática terra em lógica. Seu ensaio filosófico "On Denotando" tem sido considerado um "paradigma da filosofia" . Seu trabalho teve uma influência considerável sobre lógica, matemática, teoria dos conjuntos, a lingüística, ciência da computação (veja tipo de teoria e tipo de sistema) e filosofia , especialmente filosofia da linguagem, epistemologia e metafísica
Russell era um ativista anti-guerra proeminente, ele defendeu anti-imperialismo e foi para a prisão por seu pacifismo durante a Primeira Guerra Mundial Mais tarde, ele fez campanha contra Adolf Hitler, em seguida, criticou o totalitarismo stalinista, atacou o envolvimento dos Estados Unidos da América na Guerra do Vietnã, e era um defensor ferrenho do desarmamento nuclear. em 1950, Russell foi agraciado com o Prêmio Nobel de Literatura "em reconhecimento dos seus variados e significativos escritos nos quais ele defende ideais humanitários e liberdade de pensamento Jovem Bertrand Russell
Bertrand Russell nasceu em 18 de maio de 1872 em Ravenscroft, Trellech, Monmouthshire, Reino Unido, em uma família influente e liberal da aristocracia britânica. Seus pais, visconde e viscondessa Amberley, foram radicais para seus tempos. Senhor Amberley era ateu e consentiu em caso de sua esposa com o tutor de seus filhos, o biólogo Douglas Spalding. Ambos foram os primeiros defensores do controle de natalidade numa época em que isso era considerado escandaloso. ateísmo de Amberley era evidente quando ele perguntou o filósofo John Stuart Mill para atuar como padrinho secular de Russell. Moinho morreu no ano após o nascimento de Russell, mas seus escritos tiveram um grande efeito sobre a vida de Russell.Seu avô paterno, o Earl Russell, tinha sido duas vezes perguntou pela Rainha Victoria para formar um governo, servindo-a como primeiro-ministro em 1840 e 1860. Os Russell tinha sido proeminente na Inglaterra durante vários séculos antes, que chegou ao poder e da nobreza, com a ascensão da dinastia Tudor. Eles se estabeleceram como uma das famílias Whig líderes da Grã-Bretanha, e participou de todo grande evento político da Dissolução dos Mosteiros em 1536-1540 para a Revolução Gloriosa de 1688-1689 ea Grande Reform Act em 1832.

Bruno Cunha disse...

Durante esses anos de formação, ele também descobriu as obras de Percy Bysshe Shelley. Em sua autobiografia, ele escreve: "Eu gastei todo meu tempo livre lendo ele, e aprender a ele de coração, sem conhecer ninguém a quem eu pudesse falar do que eu pensava ou sentia, eu usei para refletir como seria maravilhoso ter sido a saber Shelley, e me pergunto se eu deveria atender a qualquer ser com quem eu deveria sentir tanta simpatia humano vivo ". Russell afirmou que a partir de 15 anos de idade, ele passou um tempo considerável pensando sobre a validade do dogma religioso cristão, que ele encontrou muito convincente. Nessa idade, ele chegou à conclusão de que não há livre-arbítrio e, dois anos mais tarde, que não há vida após a morte. Finalmente, com a idade de 18 anos, depois de ler "Autobiografia" de Mill, ele abandonou a "Causa Primeira" argumento e se tornou ateu.

nathy.teamoein disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
nathy.teamoein disse...

Carl Gustav
Carl Gustav Jacobi nasceu no dia 10 de Dezembro de 1804, filho de um próspero banqueiro Judeu. Tinha três irmãos, dos quais se destaca o mais velho, Moritz Jacobi, que se tornou um físico famoso. Durante a sua infância o seu tio encarregou-se da sua educação, preparando-o para o Gymnasium de Potsdam. Em 1817, ainda no primeiro ano do liceu, o seu talento foi notado e transferiram-no para o último ano. No final desse ano estava já em condições de frequentar a universidade, mas acabou por não ser admitido devido à sua tenra idade.

Em 1825 apresentou à Academia de Ciências de Berlim um artigo cuja publicação foi rejeitada. Ainda nesse ano decidiu mudar as suas convicções religiosas, tornando-se cristão. Desta forma, conseguiu uma colocação na Universidade de Berlim. Insatisfeito com o ambiente científico decidiu mudar-se para a Universidade de Königsberg onde chegou em 1826, juntando-se a Franz Neumann e a Bessel.

Nessa altura, Jacobi tinha já feito várias descobertas na área da teoria dos números. Com essas descobertas conseguiu impressionar Gauss e Legendre. Este último chegou mesmo a considerá-lo, juntamente com Abel, o melhor analista da sua era. Em 1829, viajou a Paris e conheceu pessoalmente Legendre, Fouriere Poisson. Com o seu trabalho em funções elípticas “Fundamenta nova theoria functionum el lipticarum” conseguiu atrair a atenção de toda a comunidade matemática e alcançar o seu lugar como um dos maiores matemáticos da época.

O final da sua vida foi marcado pela ativa participação em conflitos políticos em oposição ao regime monárquico. Jacobi era um subsidiário real e, simultaneamente, um opositor à monarquia, o que provocou a suspensão do seu financiamento e consequentes dificuldades econômicas. No entanto, naquela época, Jacobi era juntamente com Gauss, uma das figuras mais famosas na Alemanha, pelo que lhe foi oferecida uma posição na Universidade de Viena. Não querendo perder a personalidade de Jacobi, o Rei restituiu-lhe a pensão.

Morreu a 18 de Fevereiro de 1851, vítima de varíola.

Jacobi deixou contribuições importantes em quase todas as grandes áreas da matemática: desde profundas descobertas no estudo de funções elípticas, passando pela teoria dos números à teoria das equações diferenciais. Estudou ainda fórmulas para o cálculo de determinantes, em álgebra linear.

nathy.teamoein disse...

Nathaly F. n°23 T:1001
Blaise Pascal

Blaise Pascal nasceu a 19 de junho de 1623 em Clermond-Ferrand, tendo falecido na cidade de Paris a 19 de agosto de 1662. Foi um filósofo, físico e matemático francês de curta existência, que como filósofo e místico criou uma das afirmações mais pronunciadas pela humanidade nos séculos posteriores, O coração tem razões que a própria razão desconhece, síntese de sua doutrina filosófica: o raciocínio lógico e a emoção.
Filho de um professor de matemática, Etienne Pascal, foi educado sob forte influência religiosa. O seu talento precoce para as ciências físicas levou a família para Paris, onde ele se dedicou ao estudo da matemática.

Acompanhou o pai quando este foi transferido para Rouen e lá realizou as primeiras pesquisas no campo da Física. Realizou experiências sobre sons que resultaram em um pequeno tratado (1634) e no ano seguinte chegou à dedução de 32 proposições de geometria estabelecidas por Euclides. Publicou Essay pour les coniques (1640), contendo o célebre teorema de Pascal.

Excelente matemático, especializou-se em cálculos infinitesimais e criou um tipo de máquina de somar que chamou de La pascaline (1642), a primeira calculadora mecânica que se conhece, conservada no Conservatório de Artes e Medidas de Paris.

nathy.teamoein disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
nathy.teamoein disse...

Nathaly Fernandes n°23 t:1.001
Albrecht Dürer nasceu a 21 de Maio de 1471, em Nuremberg, na Alemanha. Foi o terceiro de dezoito filhos e o favorito de seu pai, um ourives de descendência húngara, também apaixonado pelas artes e primeiro professor de arte de Dürer.

Como o próprio Dürer conta, aos quinze anos de idade, "...em 1486 o meu pai contactou Michael Wohlgemut para seu aprendiz" (Newman, 1956, p.591). Foi uma escolha feliz. Wohlgemut era o melhor pintor de Nuremberg e o jovem Dürer aprendeu muito com ele, nomeadamente, a esculpir peças em madeira, os chamados "woodcuts".

Em 1472, Dürer parte para Colmar, passando a trabalhar no atelier de Martin Schonganer. Mais tarde, em Estrasburgo, faz ilustrações para várias publicações como o livro "O Navio dos Loucos" de Sebastian Brant. Em 1494, regressa a Nuremberg, casa Agnes Frey e, pouco depois, parte para Itália.

Quando regressa a Nuremberg, em 1495, produz, durante os dez anos seguintes, um largo número de trabalhos que estabeleceram firmemente o seu nome: diversos "woodcuts", o "Apocalipse" (1498), as esculturas "Large Fortune"(1501-1502) e "Fall of Man"(1504), para além de muitos outros trabalhos que mostram uma técnica aperfeiçoada, um conhecimento profundo das proporções humanas e uma notável capacidade para incorporar os detalhes da natureza.

Entre 1505 e 1507, Dürer está de novo em Itália. Durante a viagem produz algumas soberbas aguarelas que vende pelo caminho para financiar a viagem. Em Veneza, conhece o mestre Giovanni Bellini. O seu diário fornece um relato fascinante das suas viagens, das suas audiências com a realeza e dos contactos que estabeleceu com artistas famosos da época.

Em 1507 estabelece-se de vez em Nuremberg, passando a visitar ocasionalmente a Itália e outros países da Europa. É neste ano, de grande produtividade, que pinta "Adão e Eva". Dürer é já então alvo da admiração de muitos pintores seus contemporâneos pelos seus trabalhos em madeira, retratos, peças de altar, esculturas. Destaquemos um exemplo magnífico: "Melancolia" (1514).

Em 1520, numa jornada aos Países Baixos, contrai febre malária, doença que o afligiu durante os últimos oito anos da sua vida, mas que não conseguiu fazer com que Dürer deixasse de ser imensamente produtivo. Os seus dois últimos trabalhos foram dois grandes painéis, "Os Quatro Apóstolos", originariamente apresentados como um presente à cidade de Nuremberg.

Dürer faleceu na noite do dia 6 de Abril de 1528, em Nuremberg.

Grande observador da natureza, espírito inquiridor que ilustra de forma magnífica o universo renascentista, Dürer é ainda hoje considerado um mestre de primeiro plano, detentor de uma extrema facilidade de traço e de uma extraordinária observação do detalhe, qualidades evidentes nos seus auto-retratos.

nathy.teamoein disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
nathy.teamoein disse...

Alfred Rényi
Matemático húngaro Alfréd Rényi (20 março de 1921 - 1 de fevereiro de 1970) era conhecido por sua
histórias maravilhosas e suas conversas com sua filha sobre a natureza da matemática. Diálogos sobre
Matemática (1967) consistiu em três instigantes discussões,
escrito como diálogos. O primeiro set por volta de 400 aC, na Grécia antiga,
características Sócrates dando uma descrição inspirada da natureza
matemática. O segundo, encenado em torno de 212 aC, consiste em
Archimedes'full discussão das aplicações da matemática. A final
diálogo, de cerca de AD 1600, tem Galileo compartilhar suas opiniões sobre
matemática e ciências. Após o sucesso dos Diálogos, Renyi
seguiu-o com letras sobre Matemática e diário em Teoria da Informação.
Buba, Rényi como era chamado, nasceu em Budapeste. Após terminar o colegial em 1939, ele era uma vítima
das leis racistas numerus clausus infames que limitava o número de judeus que podiam ser admitidos
Universidade. Ele trabalhou no estaleiro Ganz por meio de um ano antes de vencer competições em grego
e matemática que lhe permitiu entrar na universidade. Após a formatura, em 1944, ele foi enviado para a
Fascista Campo de Trabalho, mas conseguiu escapar antes que seu grupo foi evacuado. Usando documentos falsos, ele
escondeu em Budapeste durante seis meses. Rényi era um herói da resistência valente e destemido, que salvou potencial
vítimas dos Nyilas, nazistas húngaros responsáveis por torturar e matar dezenas de milhares de
Judeus. Neste momento os pais de Renyi foram presos no gueto de Budapeste. Rényi corajosamente vestiu um Nyilas
uniforme, pisou no gueto e marcharam seus pais como se fossem presos.
Após a guerra, Rényi obteve um Ph.D. da Universidade de Szeged, sob a direção do (cont)

nathy.teamoein disse...

cont: analista funcional inovador Frigyes Riesz. Em 1946 Rényi viajou à Rússia para estudar com número superior

teóricos Ivan Vinogradov e Yuri Linnik. Ele concentrou seus esforços em provar a Goldbach
conjectura. Em 1742, um matemático chamado Christian Goldbach escreveu uma carta a Leonhard Euler em
que ele especulou que cada número ainda maior do que 2 pode ser escrita como a soma de duas exactamente
primos. Eventualmente Rényi foi capaz de provar a conjectura de quasi-Goldbach, ou seja, que todo inteiro
superior a 2, é a soma de um número primo e um número quase prima, uma com apenas dois primos
factores.
Rényi voltou para a Hungria, como professor na Universidade de Budapeste, onde fundou o
Húngaro Probabilidade Teoria School, e desenvolveu uma nova fundação axiomática para probabilidade.
Vários problemas da física, particularmente na mecânica quântica, foram resolvidos usando seus resultados. Ele
Publicou vários trabalhos conjuntos com um velho amigo húngaro Paul Erdös, o mais original do que era
"Na Evolução dos grafos aleatórios" (1959). Um grafo aleatório é um não construído por cuidado
design, mas por eventos casuais. Rényi Erdős e descobriu que os gráficos aleatórios passam por uma fase
transição, o que eles chamavam de "salto duplo", quando o número médio de vizinhos for superior a um.
Agora visto como uma transição de percolação, esta é a descrição de uma situação em que muitos pequenos
elementos fundem rapidamente em um componente gigante. Pretende ser mais do que um intelectual
investigação, o trabalho tornou-se importante para explicar uma grande variedade de problemas do mundo real, mesmo
talvez, a origem da vida. Tem sido especulado que algumas das verdades mais profundas sobre o mundo pode ser
sobre a organização, ao invés de sobre as coisas que compõem o mundo e como elas se comportam
individualmente.
Rényi e Erdös deu uma solução simples do "mundo pequeno" problema da teoria dos grafos, que encontrou uma
lugar na cultura popular. MTV anfitrião Jon Stewart inventou um jogo, inspirado no filme Seis Graus de
Separação, em que um é vincular qualquer celebridade com o ator Kevin Bacon por uma cadeia de filmes em que
ambos apareceram em menos de seis movimentos. Alguns foram surpreendidos com a forma como muitas vezes é possível fazer isso
mesmo com pessoas apenas moderadamente famosos. A ligação entre Bacon e outra celebridade é um acaso gráfico, do tipo estudado por Rényi e Erdös. Que essas ligações podem ser feitas entre Bacon e assim

nathy.teamoein disse...

cont : muitas outras pessoas não tem nada a ver com Bacon. Se você é um adulto, você chegou a conhecer, pelo menos um
mil pessoas. Cada um destes mil conhece milhares de outros. Mesmo com sobreposição, em torno de 100.000
pessoas conhecem alguém que você conhece. Agora, cada uma dessas 100 mil sabe que 1000 pessoas, por isso, o
segunda ligação há, possivelmente, de 10 milhões de pessoas que conhecem alguém que conhece alguém que conhece
você. Tendo isso, e lembrando-se há apenas 6 bilhões de pessoas na terra, não é tão
surpreendente que você pode ligar-se a alguém em seis ou menos movimentos.
De acordo com Bruce Schechter em meu cérebro é Open Rényi cunhou a frase bem conhecida, muitas vezes erroneamente
atribuída a Erdös: "Um matemático é uma máquina para converter o café em teoremas." Hungarian
matemático Paul Turan adicionou a proposição geralmente atribuída a Rényi: "Mas o café fraco
produz apenas lemas ". Rényi foi um dos criadores da" nova matemática na escola ", uma nova abordagem
para o ensino de matemática. Ele foi o fundador, e por 20 anos o diretor, da Matemática
Instituto da Academia Húngara de Ciências, que a sua morte foi nomeado para ele.

nathy.teamoein disse...

Bertrand Arthur
Bertrand Arthur William Russell, 3º Conde Russell OM FRS1 (Ravenscroft, País de Gales, 18 de Maio de 1872 — Penrhyndeudraeth, País de Gales, 2 de Fevereiro de 1970) foi um dos mais influentes matemáticos, filósofos e lógicos que viveram no século XX. Político liberal, activista e um popularizador da filosofia, Russell foi respeitado por inúmeras pessoas como uma espécie de profeta da vida racional e da criatividade. A sua postura em vários temas foi controversa.2
Russell nasceu em 1872, no auge do poderio económico e político do Reino Unido, e morreu em 1970, vítima de uma gripe, quando o império se tinha desmoronado e o seu poder drenado em duas guerras vitoriosas mas debilitantes. Até à sua morte, a sua voz deteve sempre autoridade moral, uma vez que ele foi um crítico influente das armas nucleares e da guerra estadunidense no Vietnã. Era inquieto.3
Recebeu o Nobel de Literatura de 1950, "em reconhecimento dos seus variados e significativos escritos, nos quais ele lutou por ideais humanitários e pela liberdade do pensamento".4

nathy.teamoein disse...

PRONTO MEU TRABALHO JÁ ESTÁ AI, AGORA SÓ FALTA VOCÊ ME DAR MEU PONTO :) BEIJOS ,ATÉ A AULA *--*

Vitor Silva disse...

Nome : Vitor Dos Santos N : 37
Nome : Joyce Silva N : 16
Nome : Ingrid Carvalho N : 13
Nome : Nathally Fernandes N : 21 ou 23, vê aê professor.
Nome : Amanda Florencio N : 2
Nome : Fernanda Lima N : 11
Turma : 1001


Alfred Renyi
Rényi nasceu em Budapeste para Artur Rényi e Barbara Alexander, seu pai era um engenheiro mecânico, enquanto sua mãe era filha de um filósofo e crítico literário,

Bertrand Russel nasceu em Ravenscroft Monmouthshire, na Inglaterra, a 18 de Maio de 1872.
Com dois anos de idade perdeu seus pais, sendo então criado por sua avó, que lhe transmitiu os mais sábios e preciosos valores morais e religiosos, os quais o guiou a vida toda.
Quando completou 18 anos de idade ingressou no Trinity College, em Cambridge, onde se dedicou ao estudo da matemática e da filosofia.
Em 1897 concluiu seu doutorado defendendo uma tese denominada “Na Essay on the Foundations of Geometry”
O ano de 1900 foi considerado, por este, o mais extraordinário de sua vida de letrado, teve a oportunidade departicipar de um Congresso Internacional em Paris, na área da Filosofia, onde teve contato com as idéias de Giuseppe Peano, matemático italiano que em muito contribuiu para o avanço desta importante ciência. Na ocasião o tema abordado dizia respeito a lógica simbólica.
Bertrand Russel só veio a ser conhecido mundialmente em 1910, quando, em parceria com Alfred North Whitehead, – famoso filósofo e matemático britânico – publicou o livro “Principia Mathematica”, cujo conteúdo gerou três volumes.
Envolveu-se na política por um breve período; Com a explosão da Primeira Guerra Mundial, porém, Russel não conseguiu ficar indiferente, deu início a uma agitação pacifista, levando em conta suas certezas, suas firmes opiniões.
Em 1918 acabou preso devido a seus ideais políticos, ficou encarcerado por 6 meses, período que aproveitou para escrever “Na Introduction to Mathematical Philosophy”, o qual só foi lançado em no ano de 1919.
Em 1920, após o fim da guerra, decidiu passar um tempo na União Soviética, sendo então convidado a peregrinar pelo Extremo Oriente ministrando várias palestras na Universidasde de Pequim.
Durante a década de 30 editou mais de vinte e quatro livros e cerca de duzentos ou mais artigos em jornais, podendo-se citar o “The ABC of Atoms” e o “The ABC of Relativity entre outros.
Durante o tempo que passou na Inglaterra foi designado professor do Trinity College, em Cambridge e, após a Segunda Guerra Mundial transformou-se em porta-voz da uma Companhia voltada para o Desarmamento Nuclear, inclusive já tendo atuado em muitas empreitadas pela paz. Seu papel alcançou um nível tão surpreendente na divulgação pela paz que, no ano de 1963, estabeleceu-se a Fundação Bertrand Russel pela paz
Entre os anos de 1967 e 1969 tornou público e notório os três volumes que escreveu intitulado “Autobiografia”, um grande sucesso mundial.
Albrecht Dürer

Vitor Silva disse...

continuação
Matemático, físico, botânico, zoólogo, desenhista e pintor profissional alemão nascido na cidade imperial livre de Nürnberg, ou Nuremberg, introdutor da arte da representação gráfica em três dimensões, ou seja, em perspectiva, e considerado a figura principal da arte alemã do século XVI. Segundo filho do ourives Albrecht Dürer o velho, que tinha deixado a Hungria para se instalar Nürnberg (1455) e de Barbara Holper que teve nascido lá, aprendeu desenho com o pai e, precoce, aos 13 anos já pintou com qualidades um auto-retrato (1484), além da pintura de uma Madona. Foi educado em Lateinschule, em St Lorenz, e começou a trabalhar como desenhista de jóias para seu pai.

Seu pai o levou (1486) para o ateliê de Michel Wohlgemuth, produtor especial de retábulos de altar, a fim de aprender pintura e gravura em madeira. É desse ano seu primeiro quadro conhecido: um retrato de seu pai. Depois de um aprendizado de quatro anos, o aluno tinha alcançado um nível de qualidade artística superior ao do professor famoso e seu mestre o aconselhou que viajasse aumentar sua experiência e conhecer outros artistas. Visitou os Países Baixos e depois a Alsácia (1490) e morou por algum tempo em Basiléia, na Suíça, onde fez a primeira xilogravura famosa, a São Jerônimo curando o leão, e pintou o famoso Auto-retrato com flor de cardo. De volta a Nuremberg, casou-se (1494) e viajou para Veneza, a fim de estudar a arte renascentista italiana. Na Itália, onde havia estilos artísticos muito diferentes, ficou tempo suficiente para desenvolver o próprio estilo e resolveu voltar para a Alemanha para contatar técnicas de outros artistas alemães.

Na volta passou por Nördlingen, Ulm, Colmar e Strasbourg, entre outras cidades, antes de voltar para sua Nürnberg (1520). Pintou retratos de importantes personalidades alemãs, como o de Frederico o Sábio, conservado no Museu do Prado, em Madri. Viajou novamente a Veneza (1505) onde pintou alguns de seus melhores quadros religiosos, como Jesus entre os doutores, Festa do rosário, Adão e Eva, um dos primeiros nus da pintura alemã. Esteve a serviço (1512-1519) do imperador Maximiliano I, de quem fez retratos e desenhos e fez sua última viagem (1520), desta vez aos Países Baixos, onde conheceu o novo imperador Carlos V e estudou as principais obras da pintura flamenga. De volta a terra natal, viveu os anos de sua vida entre o trabalho artístico e o teórico.

Pintou outros retratos e sua obra mais conhecida, Os quatro apóstolos, escreveu também dois livros sobre geometria e arquitetura e iniciou a redação de um tratado sobre pintura, do qual só completou a parte referente à anatomia humana, publicado postumamente sob o título Vier Bücher von menschlicher Proportion. Com a saúde abalada, ele dedicou os anos restantes de sua vida principalmente a escritas teóricas e científicas e ilustrações, embora vários retratos de caráter famosos e algumas gravuras de retrato importantes e xilogravura também datam deste período, e morreu na mesma Nürnberg onde nascera.

Em sua vasta obra consta a introdução da arte da representação gráfica em três dimensões, ou seja, em perspectiva. Foram notáveis A adoração dos magos (1496), as 15 gravuras em madeira de O Apocalipse (1498), a série de dezenas de gravuras A grande Paixão e A pequena Paixão (1498-1511), e outra série de trabalhos com gravuras: O cavaleiro, a morte e o diabo, São Jerônimo em sua cela e Melancolia (1513-1514). Além de um grande artista foi também um excelente matemático. Sua principal obra científica foi Unterweisung der Messung mit dem Zirkel und Richtscheit (1525), o primeiro texto matemático a aparecer em alemão.

Vitor Silva disse...

continuação
Blaise Pascal
A vida de Pascal
Blaise Pascal nasceu a 19 de Julho de 1623, em Clermont-Ferrand, na França, filho de Étienne Pascal e Antoniette Bejon. Quando tinha apenas três anos, perdeu a mãe e, como era o único filho do sexo masculino, o pai encarregou-se directamente da sua educação. Étienne desenvolveu um método singular de educação do filho, com exercícios de diversos tipos para despertar a razão e o juízo correcto. Disciplinas como Geografia, História e Filosofia foram ensinadas, sobretudo, por meio de jogos. Étienne acreditava que a Matemática só deveria ser ensinada ao filho quando este fosse mais velho. Nesse sentido, mantinha longe do filho os livros de matemática. Pascal tinha porém grande curiosidade sobre aqueles "estranhos" assuntos. Por intermédio de conversas que ouvia ou da leitura de obras que passavam pela censura do pai, descobriu as maravilhas da ciência dos números. Mesmo sem professor, começou a desenvolver os seus estudos. Aos 12 anos, o pai descobriu-o desenhando no chão figuras geométricas com carvão. Nessa mesma altura, Pascal descobre que a soma dos ângulos de um triângulo é igual a dois ângulos rectos . Estavam ali , por intuição, várias das proposições da matemática de Euclides. Pascal havia chegado sózinho à 32ª proposição do Livro 1 dos Elementosdo velho sábio. Reconhecida a sua genealidade, foi dada permissão ao jovem Pascal para que estudasse matemática livremente.Etienne Pascal mesmo não sendo uma pessoa totalmente ortodoxa, frequentava a casa do Padre franciscano Marin Mersene, que também era frequentada por muitas personaliadades importantes.
Foi quando, com aproximadamente 14 anos, Blaise Pascal decidiu acompanhar o seu pai nessas reuniões e aos 16 anos apresentou vários teoremas de Geometria Projectiva, onde constava o conhecido "Hexágono Místico". Ainda com os seus 16 anos, escreveu "Éssai sur les coniques" (Ensaio sobre as Cónicas), baseado no estudo de Girad Desargues. Mais tarde, para ajudar o pai, sempre ocupado com os números, dedicou-se à criação de uma máquina de calcular. Pascal desenvolveu importantes estudos que tiveram como inspiração as descobertas do italiano Torricelli sobre a pressão atmosférica. A partir de 1647, Pascal passou a dedicar-se ao estudo da aritmética. Desenvolveu cálculos de probabilidade, a fórmula de geometria do acaso, o conhecido Triângulo de Pascal e o tratado sobre as potências numéricas. Mas o trabalho excessivo minou a sua saúde, débil por natureza, caindo gravemente doente. Em 1648 frequentou, com sua irmã Jacqueline, os seguidores de Saint-Cyran, que o levaram ao misticismo de Port-Royal. Depois da morte do pai, o seu fervor religioso arrefeceu um pouco, iniciando-se o chamado período mundano de Pascal, devido à proibição médica de dedicar-se a trabalhos intelectuais, prejudiciais à sua saúde, e à pratica de exercícios de penitência. Pascal faleceu à primeira hora da madrugada de 29 de Agosto de 1662, aos 39 anos, vítima de um tumor maligno no estomâgo. As suas últimas palavras foram: "Que Deus jamais me abandone!".


Karl Jacobi

Matemático alemão, nascido em 1804 e falecido em 1851, foi um professor brilhante e o introdutor do método dosseminários no ensino dos últimos avanços em Matemática. Fundador da teoria das funções elípticas, desenvolveu umtrabalho importante em equações diferenciais parciais e na sua aplicação à dinâmica. Estudou igualmente osdeterminantes, onde o funcional é conhecido como jacobiano, embora não tenha sido o primeiro a estudá-lo. As suasobras mais importantes são: Fundamenta nova teoria functionum ellipticarum, publicada em 1829; De determinantibusfunctionalibus, publicada em 1841.

gabriel nonato disse...

Nome:gabriel nonato N°38
Nome:sara nascimento n° 30
Nome:Alexandra de Jesus n° 4
Alfred renvi
Rényi nasceu em Budapeste para Artur Rényi e Barbara Alexander, seu pai era um engenheiro mecânico, enquanto sua mãe era filha de um filósofo e crítico literário, Bernát Alexander. Ele foi impedido de se matricular na universidade, em 1939, devido às leis anti-judaicas então em vigor, mas se matriculou na Universidade de Budapeste em 1940 e terminou seus estudos em 1944. Neste ponto, ele foi convocado para o serviço forçado, escapou, e completou seu doutorado em 1947 na Universidade de Szeged, sob a orientação de Frigyes Riesz. Casou-se com Katalin Schulhof (que usou Kató Rényi como o nome de casada), ela própria um matemático, em 1946, a sua filha Zsuzsanna nasceu em 1948. Depois de uma breve assistente de professor na Budapest, foi nomeado professor extraordinário na Universidade de Debrecen, em 1949. Em 1950, ele fundou o Instituto de Pesquisa de Matemática da Academia Húngara de Ciências, agora leva seu nome, e dirigiu até sua morte precoce. Ele também chefiou o Departamento de Probabilidade e Estatística Matemática da Universidade Eötvös Loránd, a partir de 1952. Ele foi eleito membro correspondente (1949), membro de pleno direito (1956), da Academia Húngara de Ciências

continuação alfréd rényi
Trabalho

Provou, usando o grande peneira, que há um número de tal forma que cada número par é a soma de um número primo e um número que pode ser escrita como o produto de na maioria dos primos. Veja também conjectura de Goldbach.

Em teoria da informação, ele introduziu o espectro de Renyi entropias de ordem α, dando uma generalização importante da entropia de Shannon ea divergência Kullback-Leibler. As entropias Renyi dar um espectro de índices de diversidade úteis, e conduzir a um espectro de dimensões fractais. O jogo Rényi-Ulam é um jogo de adivinhação, onde algumas das respostas pode estar incorrecto.

Em teoria da probabilidade, ele também é conhecido por suas constantes estacionamento, que é a solução para o seguinte problema: dada uma rua de determinado comprimento e carros de estacionamento comprimento constante em uma posição livre aleatória na rua, o que é a densidade de carros quando há posições não mais livres? A solução para esse problema é aproximadamente igual a 74,75979% .

Ele escreveu 32 trabalhos conjuntos com Paul Erdös, a maioria dos bem conhecidos que são os seus papéis, introduzindo o modelo de Erdös-Rényi de grafos aleatórios .

Citações

Rényi, que era viciado em café, inventou , a citação: "Um matemático é um dispositivo para transformar o café em teoremas.", Que é geralmente atribuída a Erdös. Tem sido sugerido que esta frase foi originalmente formulada em alemão (Teoria Número, Springer, 1995), onde pode ser interpretado como um jogo de palavras com o duplo sentido da palavra Satz (teorema ou resíduo de café), mas é mais provável que o formulação original era em húngaro.

Ele também é famoso por ter dito: "Se eu me sinto triste, eu faço matemática para se tornar feliz. Se eu estou feliz, eu faço matemática para manter feliz

gabriel nonato disse...

Albrecht durer
Matemático, físico, botânico, zoólogo, desenhista e pintor profissional alemão nascido na cidade imperial livre de Nürnberg, ou Nuremberg, introdutor da arte da representação gráfica em três dimensões, ou seja, em perspectiva, e considerado a figura principal da arte alemã do século XVI. Segundo filho do ourives Albrecht Dürer o velho, que tinha deixado a Hungria para se instalar Nürnberg (1455) e de Barbara Holper que teve nascido lá, aprendeu desenho com o pai e, precoce, aos 13 anos já pintou com qualidades um auto-retrato (1484), além da pintura de uma Madona. Foi educado em Lateinschule, em St Lorenz, e começou a trabalhar como desenhista de jóias para seu pai.

Seu pai o levou (1486) para o ateliê de Michel Wohlgemuth, produtor especial de retábulos de altar, a fim de aprender pintura e gravura em madeira. É desse ano seu primeiro quadro conhecido: um retrato de seu pai. Depois de um aprendizado de quatro anos, o aluno tinha alcançado um nível de qualidade artística superior ao do professor famoso e seu mestre o aconselhou que viajasse aumentar sua experiência e conhecer outros artistas. Visitou os Países Baixos e depois a Alsácia (1490) e morou por algum tempo em Basiléia, na Suíça, onde fez a primeira xilogravura famosa, a São Jerônimo curando o leão, e pintou o famoso Auto-retrato com flor de cardo. De volta a Nuremberg, casou-se (1494) e viajou para Veneza, a fim de estudar a arte renascentista italiana. Na Itália, onde havia estilos artísticos muito diferentes, ficou tempo suficiente para desenvolver o próprio estilo e resolveu voltar para a Alemanha para contatar técnicas de outros artistas alemães.

Na volta passou por Nördlingen, Ulm, Colmar e Strasbourg, entre outras cidades, antes de voltar para sua Nürnberg (1520). Pintou retratos de importantes personalidades alemãs, como o de Frederico o Sábio, conservado no Museu do Prado, em Madri. Viajou novamente a Veneza (1505) onde pintou alguns de seus melhores quadros religiosos, como Jesus entre os doutores, Festa do rosário, Adão e Eva, um dos primeiros nus da pintura alemã. Esteve a serviço (1512-1519) do imperador Maximiliano I, de quem fez retratos e desenhos e fez sua última viagem (1520), desta vez aos Países Baixos, onde conheceu o novo imperador Carlos V e estudou as principais obras da pintura flamenga. De volta a terra natal, viveu os anos de sua vida entre o trabalho artístico e o teórico.

Pintou outros retratos e sua obra mais conhecida, Os quatro apóstolos, escreveu também dois livros sobre geometria e arquitetura e iniciou a redação de um tratado sobre pintura, do qual só completou a parte referente à anatomia humana, publicado postumamente sob o título Vier Bücher von menschlicher Proportion. Com a saúde abalada, ele dedicou os anos restantes de sua vida principalmente a escritas teóricas e científicas e ilustrações, embora vários retratos de caráter famosos e algumas gravuras de retrato importantes e xilogravura também datam deste período, e morreu na mesma Nürnberg onde nascera.

Em sua vasta obra consta a introdução da arte da representação gráfica em três dimensões, ou seja, em perspectiva. Foram notáveis A adoração dos magos (1496), as 15 gravuras em madeira de O Apocalipse (1498), a série de dezenas de gravuras A grande Paixão e A pequena Paixão (1498-1511), e outra série de trabalhos com gravuras: O cavaleiro, a morte e o diabo, São Jerônimo em sua cela e Melancolia (1513-1514). Além de um grande artista foi também um excelente matemático. Sua principal obra científica foi Unterweisung der Messung mit dem Zirkel und Richtscheit (1525), o primeiro texto matemático a aparecer em alemão.

gabriel nonato disse...

Blaise pascal
Blaise Pascal nasceu a 19 de Julho de 1623, em Clermont-Ferrand, na França, filho de Étienne Pascal e Antoniette Bejon. Quando tinha apenas três anos, perdeu a mãe e, como era o único filho do sexo masculino, o pai encarregou-se directamente da sua educação. Étienne desenvolveu um método singular de educação do filho, com exercícios de diversos tipos para despertar a razão e o juízo correcto. Disciplinas como Geografia, História e Filosofia foram ensinadas, sobretudo, por meio de jogos. Étienne acreditava que a Matemática só deveria ser ensinada ao filho quando este fosse mais velho. Nesse sentido, mantinha longe do filho os livros de matemática. Pascal tinha porém grande curiosidade sobre aqueles "estranhos" assuntos. Por intermédio de conversas que ouvia ou da leitura de obras que passavam pela censura do pai, descobriu as maravilhas da ciência dos números. Mesmo sem professor, começou a desenvolver os seus estudos. Aos 12 anos, o pai descobriu-o desenhando no chão figuras geométricas com carvão. Nessa mesma altura, Pascal descobre que a soma dos ângulos de um triângulo é igual a dois ângulos rectos . Estavam ali , por intuição, várias das proposições da matemática de Euclides. Pascal havia chegado sózinho à 32ª proposição do Livro 1 dos Elementosdo velho sábio. Reconhecida a sua genealidade, foi dada permissão ao jovem Pascal para que estudasse matemática livremente.Etienne Pascal mesmo não sendo uma pessoa totalmente ortodoxa, frequentava a casa do Padre franciscano Marin Mersene, que também era frequentada por muitas personaliadades importantes.
Foi quando, com aproximadamente 14 anos, Blaise Pascal decidiu acompanhar o seu pai nessas reuniões e aos 16 anos apresentou vários teoremas de Geometria Projectiva, onde constava o conhecido "Hexágono Místico". Ainda com os seus 16 anos, escreveu "Éssai sur les coniques" (Ensaio sobre as Cónicas), baseado no estudo de Girad Desargues. Mais tarde, para ajudar o pai, sempre ocupado com os números, dedicou-se à criação de uma máquina de calcular. Pascal desenvolveu importantes estudos que tiveram como inspiração as descobertas do italiano Torricelli sobre a pressão atmosférica. A partir de 1647, Pascal passou a dedicar-se ao estudo da aritmética. Desenvolveu cálculos de probabilidade, a fórmula de geometria do acaso, o conhecido Triângulo de Pascal e o tratado sobre as potências numéricas. Mas o trabalho excessivo minou a sua saúde, débil por natureza, caindo gravemente doente. Em 1648 frequentou, com sua irmã Jacqueline, os seguidores de Saint-Cyran, que o levaram ao misticismo de Port-Royal. Depois da morte do pai, o seu fervor religioso arrefeceu um pouco, iniciando-se o chamado período mundano de Pascal, devido à proibição médica de dedicar-se a trabalhos intelectuais, prejudiciais à sua saúde, e à pratica de exercícios de penitência. Pascal faleceu à primeira hora da madrugada de 29 de Agosto de 1662, aos 39 anos, vítima de um tumor maligno no estomâgo. As suas últimas palavras foram: "Que Deus jamais me abandone!".

gabriel nonato disse...

Carl jocobi
Foi o segundo filho de um próspero banqueiro. O seu primeiro professor, irmão de sua mãe, deu-lhe aulas de matemática, preparando-o para entrar no Ginásio de Potsdam em 1816. Logo Jacobi evidenciou sua “mente universal” declarada pelo reitor do ginásio quando ele o deixava em 1821 para entrar na Universidade Humboldt de Berlim.
Poderia ter-se tornado um célebre filólogo, caso a matemática não o tivesse atraído mais fortemente. Tendo se apercebido de que o rapaz tinha gênio matemático, o professor Heinrich Bauer deixou que ele estudasse sozinho, depois de se ter ele rebelado, recusando o aprendizado da matemática através de um roteiro e uma regra.
Jacobi buscou os mestres. Os trabalhos de Leonhard Euler e Lagrange ensinaram-lhe álgebra e cálculo e introduziram-no na grande teoria dos números. Seu autodidatismo propiciou seu primeiro trabalho notável - em funções elípticas - sua diretriz definitiva.
Desconhecendo que Niels Henrik Abel tinha atacado as equações gerais do quinto grau, Jacobi buscou uma solução. Embora sua busca tivesse sido infrutífera, com este trabalho aprendeu muito de álgebra, imputando-lhe considerável importância como um degrau para sua educação matemática. Mas, aparentemente, não compreendeu (como o fez Abel) que tais equações não eram solucionáveis algebricamente.
Jacobi tinha uma mente objetiva e nenhuma inveja ou ciúme em sua natureza generosa. Ele referiu-se a obra prima de Niels Abel dizendo “está acima do meu louvor, assim como acima de meus trabalhos”.
Permaneceu estudando em Berlim de abril de 1821 até maio de 1825. Durante os primeiros dois anos ele dividiu seu tempo, eqüitativamente, entre filosofia, filologia e matemática. Chamou a atenção sobre si de P. A. Boeckh, um renomado estudioso dos clássicos. Mas Boeckh não conseguiu convertê-lo para os estudos clássicos.
Tendo decidido dar à matemática o melhor que pudesse, escreveu para seu tio Lehmann, dizendo: “A grandiosidade dos trabalhos de Euler, Lagrange e Laplace elevou o nível de exigência e compreensão de quem busca o domínio destas novas descobertas, caso não queira permanecer perambulando na superfície do conhecimento. Para dominar este colosso não pode haver descanso ou paz até que se alcance o topo e se consiga visualizar o trabalho em toda sua inteireza. Só então, quando se alcançou o espírito, ou a idéia pretendida, é possível trabalhar efetivamente para o seu acabamento em todos os seus detalhes.”

gabriel nonato disse...

Bertrand Russel
Bertrand Arthur William Russell, 3 º Conde Russell, OM, FRS (18 de maio de 1872 - 2 de fevereiro 1970) foi um filósofo britânico, lógico, matemático, historiador e crítico social Em vários momentos de sua vida ele considerou. se um liberal, um socialista e um pacifista, mas também admitiu que ele nunca tinha sido qualquer um desses em qualquer sentido profundo. ele nasceu em Monmouth, em uma das famílias aristocráticas mais proeminentes na Grã-Bretanha.

Russell levou a "revolta contra o idealismo" British no início do século 20. Ele é considerado um dos fundadores da filosofia analítica, juntamente com seu predecessor Gottlob Frege e Ludwig Wittgenstein seu protegido. Ele é amplamente considerado um dos lógicos premier do século 20. Ele é co-autor, com AN Whitehead, Principia Mathematica, uma tentativa de matemática terra em lógica. Seu ensaio filosófico "On Denotando" tem sido considerado um "paradigma da filosofia" . Seu trabalho teve uma influência considerável sobre lógica, matemática, teoria dos conjuntos, a lingüística, ciência da computação (veja tipo de teoria e tipo de sistema) e filosofia , especialmente filosofia da linguagem, epistemologia e metafísica. Russell era um ativista anti-guerra proeminente, ele defendeu anti-imperialismo e foi para a prisão por seu pacifismo durante a Primeira Guerra Mundial Mais tarde, ele fez campanha contra Adolf Hitler, em seguida, criticou o totalitarismo stalinista, atacou o envolvimento dos Estados Unidos da América na Guerra do Vietnã, e era um defensor ferrenho do desarmamento nuclear. em 1950, Russell foi agraciado com o Prêmio Nobel de Literatura "em reconhecimento dos seus variados e significativos escritos nos quais ele defende ideais humanitários e liberdade de pensamento Bertrand Russell nasceu em 18 de maio de 1872 em Ravenscroft, Trellech, Monmouthshire, Reino Unido, em uma família influente e liberal da aristocracia britânica. Seus pais, visconde e viscondessa Amberley, foram radicais para seus tempos. Senhor Amberley era ateu e consentiu em caso de sua esposa com o tutor de seus filhos, o biólogo Douglas Spalding. Ambos foram os primeiros defensores do controle de natalidade numa época em que isso era considerado escandaloso. ateísmo de Amberley era evidente quando ele perguntou o filósofo John Stuart Mill para atuar como padrinho secular de Russell. Moinho morreu no ano após o nascimento de Russell, mas seus escritos tiveram um grande efeito sobre a vida de Russell.

gabriel nonato disse...

Seu avô paterno, o Earl Russell, tinha sido duas vezes perguntou pela Rainha Victoria para formar um governo, servindo-a como primeiro-ministro em 1840 e 1860. Os Russell tinha sido proeminente na Inglaterra durante vários séculos antes, que chegou ao poder e da nobreza, com a ascensão da dinastia Tudor. Eles se estabeleceram como uma das famílias Whig líderes da Grã-Bretanha, e participou de todo grande evento político da Dissolução dos Mosteiros em 1536-1540 para a Revolução Gloriosa de 1688-1689 ea Grande Reform Act em 1832.

Lady Amberley era filha de Lord e Lady Stanley de Alderley. Russell muitas vezes temia o ridículo de sua avó materna , um dos ativistas para a educação das mulheres. Adolescência de Russell era muito solitário, e muitas vezes ele pensou em suicídio. Ele comentou em sua autobiografia que seus interesses eram mais agudos na religião e matemática, e que só o desejo de saber mais matemática impediu de suicídio. Ele foi educado em casa por uma série de tutores. Aos 11 anos, seu irmão Frank apresentou-o à obra de Euclides, que transformou a vida de Russell.

Durante esses anos de formação, ele também descobriu as obras de Percy Bysshe Shelley. Em sua autobiografia, ele escreve: "Eu gastei todo meu tempo livre lendo ele, e aprender a ele de coração, sem conhecer ninguém a quem eu pudesse falar do que eu pensava ou sentia, eu usei para refletir como seria maravilhoso ter sido a saber Shelley, e me pergunto se eu deveria atender a qualquer ser com quem eu deveria sentir tanta simpatia humano vivo ". Russell afirmou que a partir de 15 anos de idade, ele passou um tempo considerável pensando sobre a validade do dogma religioso cristão, que ele encontrou muito convincente. Nessa idade, ele chegou à conclusão de que não há livre-arbítrio e, dois anos mais tarde, que não há vida após a morte. Finalmente, com a idade de 18 anos, depois de ler "Autobiografia" de Mill, ele abandonou a "Causa Primeira" argumento e se tornou ateu.

Laryssa Olario disse...

NOMES:Laryssa Ferreira/felipe Souza
n°:39/41
TURMA:1002


Carl Gustou
Matemático alemão, nascido em 1804 e falecido em 1851, foi um professor brilhante e o introdutor do método dos seminários no ensino dos últimos avanços em Matemática. Fundador da teoria das funções elípticas, desenvolveu um trabalho importante em equações diferenciais parciais e na sua aplicação à dinâmica. Estudou igualmente os determinantes, onde o funcional é conhecido como jacobiano, embora não tenha sido o primeiro a
estudá-lo. As suas obras mais importantes são: Fundamenta nova teoria functionum ellipticarum, publicada em 1829; De determinantibus functionalibus, publicada em 1841.

Blaise Pascal
Blaise Pascal nasceu a 19 de junho de 1623 em Clermond-Ferrand, tendo falecido na cidade de Paris a 19 de agosto de 1662. Foi um filósofo, físico e matemático francês de curta existência, que como filósofo e místico criou uma das afirmações mais pronunciadas pela humanidade nos séculos posteriores, O coração tem razões que a própria razão desconhece, síntese de sua doutrina filosófica: o raciocínio lógico e a emoção.
Filho de um professor de matemática, Etienne Pascal, foi educado sob forte influência religiosa. O seu talento precoce para as ciências físicas levou a família para Paris, onde ele se dedicou ao estudo da matemática.
Acompanhou o pai quando este foi transferido para Rouen e lá realizou as primeiras pesquisas no campo da Física. Realizou experiências sobre sons que resultaram em um pequeno tratado (1634) e no ano seguinte chegou à dedução de 32 proposições de geometria estabelecidas por Euclides. Publicou Essay pour les coniques (1640), contendo o célebre teorema de Pascal.
Excelente matemático, especializou-se em cálculos infinitesimais e criou um tipo de máquina de somar que chamou de La pascaline (1642), a primeira calculadora mecânica que se conhece, conservada no Conservatório de Artes e Medidas de Paris.
De volta a Paris (1647), influenciado pelas experiências de Torricelli, enunciou os primeiros trabalhos sobre o vácuo e demonstrou as variações da pressão atmosférica. A partir de então, desenvolveu extensivas pesquisas utilizando sifões, seringas, foles e tubos de vários tamanhos e formas e com líquidos como água, mercúrio, óleo, vinho, ar, etc, no vácuo e sob pressão atmosférica. Aperfeiçoou o barómetro de Torricelli e, na matemática, publicou o célebre Traité du triangle arithmétique (1654). Juntamente com Pierre de Fermat, estabeleceu as bases da teoria das probabilidades e da análise combinatória (1654), que o neerlandês Huygens ampliou posteriormente (1657).Este mesmo ano, abandonou as ciências para se dedicar exclusivamente à teologia, e no ano seguinte recolheu-se à abadia de Port-Royal des Champs, centro do jansenismo, só voltando às ciências em 1658. Neste período publicou seus principais livros filosófico-religiosos: Les Provinciales (1656-1657), conjunto de 18 cartas escritas para defender o jansenista Antoine Arnauld, oponente dos jesuítas que estava em julgamento pelos teólogos de Paris, e Pensées, um tratado sobre a espiritualidade, em que fez a defesa do cristianismo e marcou o início de seu afastamento dos jansenistas, facção católica inspirada em Santo Agostinho.

Laryssa Olario disse...

Albrecht Durer
Matemático, físico, botânico, zoólogo, desenhista e pintor profissional alemão nascido na cidade imperial livre de Nürnberg, ou Nuremberg, introdutor da arte da representação gráfica em três dimensões, ou seja, em perspectiva, e considerado a figura principal da arte alemã do século XVI. Segundo filho do ourives Albrecht Dürer o velho, que tinha deixado a Hungria para se instalar Nürnberg (1455) e de Barbara Holper que teve nascido lá, aprendeu desenho com o pai e, precoce, aos 13 anos já pintou com qualidades um auto-retrato (1484), além da pintura de uma Madona. Foi educado em Lateinschule, em St Lorenz, e começou a trabalhar como desenhista de jóias para seu pai.
Seu pai o levou (1486) para o ateliê de Michel Wohlgemuth, produtor especial de retábulos de altar, a fim de aprender pintura e gravura em madeira. É desse ano seu primeiro quadro conhecido: um retrato de seu pai. Depois de um aprendizado de quatro anos, o aluno tinha alcançado um nível de qualidade artística superior ao do professor famoso e seu mestre o aconselhou que viajasse aumentar sua experiência e conhecer outros artistas. Visitou os Países Baixos e depois a Alsácia (1490) e morou por algum tempo em Basiléia, na Suíça, onde fez a primeira xilogravura famosa, a São Jerônimo curando o leão, e pintou o famoso Auto-retrato com flor de cardo. De volta a Nuremberg, casou-se (1494) e viajou para Veneza, a fim de estudar a arte renascentista italiana. Na Itália, onde havia estilos artísticos muito diferentes, ficou tempo suficiente para desenvolver o próprio estilo e resolveu voltar para a Alemanha para contatar técnicas de outros artistas alemães.
Na volta passou por Nördlingen, Ulm, Colmar e Strasbourg, entre outras cidades, antes de voltar para sua Nürnberg (1520). Pintou retratos de importantes personalidades alemãs, como o de Frederico o Sábio, conservado no Museu do Prado, em Madri. Viajou novamente a Veneza (1505) onde pintou alguns de seus melhores quadros religiosos, como Jesus entre os doutores, Festa do rosário, Adão e Eva, um dos primeiros nus da pintura alemã. Esteve a serviço (1512-1519) do imperador Maximiliano I, de quem fez retratos e desenhos e fez sua última viagem (1520), desta vez aos Países Baixos, onde conheceu o novo imperador Carlos V e estudou as principais obras da pintura flamenga. De volta a terra natal, viveu os anos de sua vida entre o trabalho artístico e o teórico.
Além de um grande artista foi também um excelente matemático. Sua principal obra científica foi Unterweisung der Messung mit dem Zirkel und Richtscheit (1525), o primeiro texto matemático a aparecer em alemão.

Laryssa Olario disse...

René descartes
Filósofo, matemático e fisiologista, o francês René Descartes é considerado o pai da matemática e da filosofia moderna. Nasceu em La Haye (em 1802, a cidade passou a ser chamada de La Haye-Descartes), província de Touraine, no dia 31 de março de 1596. Seu pai era advogado, juiz, conselheiro do parlamento da província de Rennes. Possuía título de primeiro grau de nobreza (escudeiro). A mãe de Descartes morreu quando ele tinha apenas 1 ano (vítima de complicações pós-parto). René foi criado por uma babá e por sua avó, embora sempre tenha tido contato com o pai.
Aos 9 anos começou seus estudos no colégio jesuíta La Flèche, no qual estudou gramática, poética, retórica (Humanidades), Filosofia e Matemática (escolástica), até 1614. Sua saúde, nessa época era frágil, o que fez com que ele adquirisse um hábito que manteve por quase toda a vida: permanecia deitado em sua cama até tarde, meditando.
Atendendo a vontade de seu pai, ainda em 1614 entrou para a Universidade de Pointier, onde cursos direito (curso com duração de 2 anos). Formou-se em 1616, mas não exerceu a profissão.
Em 1618 Descartes viajou à Holanda, onde se alistou para combater os espanhóis ao lado das tropas holandesas de Maurício de Nassau. Nessa ocasião, conheceu e ficou amigo do médico Isaac Beckman, que o influenciou a estudar matemática e física. Em 1619, após assistir a coroação do Imperador Maximiliano da Baviera, em Frankfurt (Alemanha), alista-se no exército do novo Imperador. Retira-se em seguida, assim que Maximiliano declara guerra ao Rei Frederico da Boémia.
Na noite entre os dias 10 e 11 de novembro de 1619, Descartes tem três sonhos que ele próprio interpreta como uma premunição de seu destino: inventar uma “ciência admirável”, na qual estariam unificados todos os conhecimentos humanos.
Em 1621, Descartes renuncia à carreira militar de forma definitiva, com o objetivo de dedicar-se exclusivamente às ciências e a filosofia. Para tanto, em 1623 retornou a sua cidade natal, onde vendeu as terras e a propriedade que herdara. Com isso, pôde manter seu conforto, embora sem luxos. Após a venda, viajou para a Itália (estabeleceu-se em Veneza), onde permaneceu até 1625.
Voltando da Itália, passa a viver em Paris, onde se ocupa da Óptica, Astronomia e Matemática.

Bertrand Russell
A vida de Bertrand Russell abrange um período enorme, quase um século, estendendo-se da Inglaterra Vitoriana à era Espacial. Como o próprio Bertrand Russell costumava dizer, ele é uma espécie de relíquia vitoriana... Mas, não é nossa intenção considerá-lo como tal nesta página.
O fascínio que Russell exerceu sobre o público dependeu de numerosos factores. Para além da sua longevidade, há muitas outras facetas que o tornam único. Grande matemático e filósofo, apóstolo da paz e discutida figura política, Bertrand Russel alcançou um enorme prestígio mundial. Era o nonagenário que cativava os mais novos e inspirava os mais velhos; o aristocrata que desprezava a Câmara dos Lordes e se arriscava a ser preso; o anarquista por temperamento que desafiava o poder constituído; o ateu que traçou armas contra o dogma religioso e a moral convencional; o matemático e lógico cujas equações destronaram Euclides; o filósofo que procurou tornar a filosofia acessível aos leigos; finalmente, o galardoado com o Prémio Nobel da Literatura, cuja elegância de estilo, agudeza de ironia e destreza mental remontam a uma época em que se cultivava a arte de conversar e de escrever cartas.

Antonio Eduardo da Paixão disse...

TAREFA FINALIZADA.
PARABÉNS A TODOS QUE A FIZERAM.
TEREMOS OUTRAS FUTURAMENTE.
PROFESSOR ANTONIO EDUARDO DA PAIXÃO.